Avaliação cefalométrica da correção da mordida profunda tratada pelo método de Ricketts - estudo com implantes metálicos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2001-05-28

Autores

Terada, Hélio Hissashi [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Este estudo cefalométrico prospectivo foi desenvolvido com o propósito de descrever os resultados de uma das estratégias de correção da mordida profunda. Foram selecionados 19 indivíduos, com faixa etária entre 11 e 15 anos, apresentando más-oclusões de Classe II, Divisão 1, com mordida profunda de no mínimo 4 milímetros. Desses, 9 indivíduos serviram como grupo controle e os outros 10 foram tratados com a mecânica de intrusão da técnica de Ricketts (arco base). Foram colocados implantes metálicos de referência intra-mandibulares, para sobreposições de traçados, em todos os componentes da amostra. Telerradiografias cefalométricas, em norma lateral, para a avaliação do comportamento dos incisivos inferiores, e em 45 graus, para a avaliação dos primeiros pré-molares e primeiros molares inferiores, foram tomadas no início do tratamento e após o nivelamento da curva de Spee do arco inferior para o grupo experimental, e após aproximadamente 6 meses no grupo controle. Os resultados na região de incisivos inferiores indicaram que houve intrusão dos incisivos inferiores e também um deslocamento horizontal para lingual dos três pontos estudados (borda incisal, centro de resistência e ápice radicular). Não houve deslocamento vertical (extrusivo) nos primeiros pré-molares e nos primeiros molares causados pelo tratamento. Os primeiros pré-molares demonstraram uma inclinação para distal com o fulcro próximo ao ápice, apesar de nenhum acessório ter sido colocado nesses dentes. Na região de molares, houve uma inclinação distal da coroa e mesial de raiz, com o fulcro desse movimento próximo ao centro de resistência.
The purpose of this prospective study was to avaliate the results of treatment strategie for deep overbite correction. Nineteen Class II, Division 1, with deep overbite individuals (age 11 to 15 years) were selected. Nine cases were used as a control group and the others were trated with the bioprogressive technique (Ricketts) for correction of vertical malocclusion. Metallic implants were used for superimpositions. Lateral cephalometric radiographs were used for evaluation of lower incisors. Forty five degrees cephalometric radiographs were used for evaluation of lower first bicuspids and first molars. These radiographs were taken before and immediately after leveling of lower arch and about 6 months later for the control group. The results showed that the technique produced highly significant incisor intrusion and a lingual movement of three points inverstigated (incisal edge, center of resistence and root apex). There was no vertical displacement (extrusion) on lower first bicuspid and first molar. A distal inclination was observed on lower first bicuspid, despite of any bracket has been fixed on it. Lower first molars crowns showed a distal movement and the root showed a mesial movement, with center of rotation near the fulcrum.

Descrição

Palavras-chave

Ortodontia corretiva, Cefalometria, Orthodontics, Cephalometry, Deep overbite

Como citar

TERADA, Hélio Hissashi. Avaliação cefalométrica da correção da mordida profunda tratada pelo método de Ricketts - estudo com implantes metálicos. 2001. 199 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia de Araraquara, 2001.