Ecologia populacional de Libinia ferreirae (Brachyura: Majoidea) no litoral sudeste do Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-07-18

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O caranguejo aranha Libinia ferreirae é uma espécie pouco estudada embora seja um importante integrante da cadeia trófica marinha e exerce relações simbióticas com diversos organismos. O objetivo do presente trabalho é estudar parâmetros populacionais (periodicidade reprodutiva, recrutamento juvenil, e distribuição ecológica) de L. ferreirae, tanto durante a vida livre bentônica quanto durante a vida simbiótica pelágica. Os animais foram coletados na região de Cananéia, SP, Brasil de junho/12 a maio/14, utilizando-se de um barco de pesca camaroeiro com redes "double-rig". Foram coletados 921 caranguejos, sendo 564 adultos bentônicos e 357 indivíduos juvenis associados à medusa Lychnorhiza lucerna. A abundância de fêmeas ovígeras e juvenis apresentaram associação positiva com a salinidade e granulometria do sedimento (CANONICA, r=0.44 e p=0.000052). A presença de fêmeas ovígeras em todos os meses caracteriza uma reprodução continua, apresentando associação positiva com os jovens associados à medusa no intervalo “lag” 2 (Correlação Cruzada, p<0,05), o que caracterizou uma desova efetiva, pois após dois meses dos picos reprodutivos observou-se o recrutamento juvenil. Os períodos com maior produtividade primária (> concentração de clorofila) antecederam os períodos de recrutamento juvenil, corroborando a teoria match/mismatch. Ao ajustar a desova aos períodos com elevada produtividade primária, as espécies com desenvolvimento larval planctotrófico, como L. ferreirae, garantem recurso alimentar a prole larval, proporcionando o sucesso do recrutamento juvenil subsequente. Este estudo demonstrou uma estratégia ecológica de repartição de nicho entre jovens e adultos, o que evita competição por recurso alimentar, justificando o sucesso populacional de espécies com densidade populacional elevada, como L. ferreirae.
The spider crab Libinia ferreirae is a poorly studied species, even being an important component of the trophic web in its habitat, and presenting symbiotic relationships with several organisms as well. The aim of this research is to describe the population parameters (reproductive periodicity, juvenile recruitment and ecological distribution) of this species, for both benthic and pelagic (symbiotic) life stages. Sampling was carried out in the Cananéia region (São Paulo state, Brazil) from June 2012 through May 2014, using a shrimp fishing boat outfitted with double-rig nets. In total, 921 crabs were collected, 564 adults (benthic) and 357 juveniles (pelagic), living in symbiosis to medusas of Lychnorhiza lucerna. The abundance of ovigerous (carrying embryos) females showed a positive association to salinity and grain size values (CANONICA, r=0.44; p=0.000052). The presence of such ovigerous females throughout the whole sampling period characterizes a continuous reproduction pattern, once they presented a positive relation to symbiotic juveniles at time lag “+2” (Cross-correlation, p<0.05). It can also evidence an effective spawning, since two months after reproductive peaks it is possible to observe peaks in juvenile recruitment. The periods with increased primary productivity (high in chlorophyll concentration) also preceded periods of juvenile recruitment, in agreement to the match-mismatch theory. Therefore, we propose that this species presents an adjustment in the spawning periods to the ones with higher primary productivity, in which the planktotrophic larval stages will be provided with a high source of food, increasing its subsequent larval success. This study showed an ecological strategy of habitat segregation among juvenile and adult individuals, thus avoiding the competition for food resources.

Descrição

Palavras-chave

Distribuição, Associação, L. lucerna, Fatores ambientais, Recrutamento juvenil, Hábito alimentar

Como citar