Considerações sobre a influência do trabalho em relação ao desenvolvimento afetivo de crianças

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-09-30

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O objetivo do presente trabalho é, a partir de material teórico, fazer algumas elaborações a respeito de como poderia ser a compreensão dos comportamentos de crianças semi-institucionalizadas no ambiente onde se desenvolvia um projeto social. Como poderiam ser compreendidas as relações entre as características dos ambientes sociais em que viviam, ou teriam vivido, e seus próprios modos de se comportarem, suas manifestações de carências e necessidades. Na introdução expomos a fundamentação teórica que começa com o tema do “desenvolvimento da consciência”, seguindo os teóricos da psicologia sócio-histórica e alguns seguidores da mesma linha; segue uma exposição sobre o tema “razão e emoção”, começando com António R. Damásio e retomamos os fundamentos da psicologia sócio-histórica, com Vygotsky e alguns outros estudiosos. Nesta parte, mostramos que a visão do indivíduo como um todo complexo é compreendida recentemente nos estudos da psicologia científica. Examinamos ainda, o tema do desenvolvimento da afetividade e da cognição como extensões indissociáveis do psiquismo humano. Aqui seguimos os fundamentamos de Henri Wallon, destacando o “caráter contagioso da emoção” e os “domínios funcionais” do processo de desenvolvimento psicológico da criança. Tratamos ainda sobre o desenvolvimento do comportamento agressivo de crianças como uma expressão afetiva-emocional. E por último, fizemos algumas considerações sobre a afetividade e a cognição no contexto educacional. Na parte da metodologia descrevemos em talhes a “Dinâmica da Mãozinha” que foi criada, além de outros aspectos da metodologia adotada. No final, fazemos algumas considerações a partir da literatura para dizer da nossa compreensão dos comportamentos dos nossos alunos semi-institucionalizados.
The aim of the current work is from the theoretical material, to do some elaboration as to how the behavior of semi-institutionalized children could be understood in the environment where a social project was being developed. The relations between the characteristics of social environments where they lived or could have lived be understood, and their own ways of behaving, their manifestations of lacks and needs. In the introduction we expose the theoretical framework that begins with the theme of “consciousness development”, according to the social-historical psychology theoreticians and some followers of the same line: the following is a presentation on the theme of reason and emotion, starting with Anthony R. Damasio and other theorists who contribute their reflections on the same theme. In this section, we show that the vision of the individual as a whole complex has been recently comprised in scientific psychology studies. Then, still in the introduction, we examine the issue of affectivity development and cognition as inseparable extensions of the human psyche. Here, we follow the fundamentals of Henri Wallon, highlighting the contagious nature of emotion and functional areas of the psychological development process of children. We even deal with the development of aggressive behavior of children as an emotional expression. We made some considerations about the affection and cognition in the educational context. In the methodology, we describe the Hand´s Dynamics in detail hat was created, besides other aspects of the methodology adopted. Finally, we make some comments from the literature to tell our understanding of the behavior of our semi - institutionalized students.

Descrição

Palavras-chave

Educação, Afetividade, Cognição nas crianças, Psicologia infantil, Trabalho, Affection, Cognition, Emotion

Como citar

RIBEIRO, Maria Carolina. Considerações sobre a influência do trabalho em relação ao desenvolvimento afetivo de crianças. 2009. 89 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, 2009.