Glicosaminoglicanos: padronização de método e avaliação quantitativa em urina de felinos em crescimento

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-02-23

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Os glicosaminoglicanos (GAGs) são mucopolissacarídeos eliminados normalmente na urina. A alteração da excreção dessas substâncias está relacionada à ocorrência de doenças sistêmicas ou do trato urinário. Dentre elas, a cistite intersticial, cuja fisiopatogenia ainda não foi esclarecida, acomete seres humanos, e os felinos, por apresentarem quadro semelhante, têm sido considerados o melhor modelo para estudo desta doença. Considerando que os GAGs podem estar envolvidos nos mecanismos da enfermidade, é importante a padronização de métodos para dosagem destes mucopolissacarídeos em urina de felinos, bem como o estabelecimento de valores de referência para a espécie. Foram avaliados 12 felinos sadios, dos 30 aos 114 dias de idade. Amostras de urina foram coletadas a cada 28 dias para quantificação de GAGs sulfatados. Para as mensurações, foram avaliados quatro métodos colorimétricos em busca do mais sensível, barato e reprodutível. Dentre eles, o de desempenho melhor foi o que emprega azul de dimetilmetileno (DMB) em tampão acetato sódico, padrão com sulfato de condroitina C (SCC) após modificação do volume de urina empregado na reação, do tempo de leitura dos testes, além da dispensa da centrifugação das amostras de urina. A excreção urinária de GAG sulfatado não foi influenciada pelo sexo, mas foi modificada pelo fator idade. Os valores foram significativamente mais altos aos 30 e aos 58 dias de idade em relação aos observados para as idades subseqüentes (86 e 114 dias), revelando declínio das quantidades desta substância na urina de felinos desta faixa etária.
Glycosaminoglycans (GAGs) are mucopolisacarides usually eliminated in urine. The altered excretion of these substances is related to occurrence of systemic or urinary diseases. Among them, interstitial cystitis, which physiopatogenesis has not been elucidated yet, is observed mainly in humans, and felines, that present similar signs, have been considered the best model for study of this illness. Considering that GAGs may be involved with disease mechanisms, the standardization of methods to measure mucopolissacarides in feline urine, as the establishment of reference values for the species, are very important. Twelve healthy kittens were studied, from 30 to 114 days old, and specimens of urine were collected every 28 days for quantification of GAGs. Four colorimetric methods were analyzed, in order to find the most sensible, cheap and reproducible for dosage. The selected method, that employs dimethylmethylene blue (DMB) with sodium acetate buffer and standard with chondroitin C sulfate, was modified with regard to the volume of urine employed, reading time of the tests, and dispense of urine centrifugation. Values were significantly higher at ages 30 and 58 days old when compared to those observed at subsequent ages (86 and 114 days), revealing decline of these substance quantities in feline urine on this age interval.

Descrição

Palavras-chave

Gato, Urina, Glicosaminoglicanos, Cat, Urine

Como citar

PEREIRA, Marcy Lancia. Glicosaminoglicanos: padronização de método e avaliação quantitativa em urina de felinos em crescimento. 2007. iv, 55 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2007.