Anticorpos contra Leptospira spp em bovinos leiteiros vacinados com bacterina polivalente comercial: perfil sorológico frente a dois esquemas de vacinação

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2004-06-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Resumo

Mediante a utilização da prova de soroaglutinação microscópica (SAM), foi pesquisada a indução de anticorpos contra leptospira em bovinos vacinados com uma bacterina polivalente comercial. Procurou-se avaliar a resposta sorológica homóloga frente a dois esquemas de vacinação. Os animais utilizados foram fêmeas adultas em produção leiteira oriundas de seis propriedades da região noroeste do Estado de São Paulo. Vinte animais de cada propriedade foram escolhidos após três exames sorológicos com 24 sorovares de leptospiras com intervalo de 20 dias, através de triagem sorológica com 24 antígenos de leptospiras. Os grupos foram constituídos de animais não reagentes (I, II e III) e animais reagentes (IV, V e VI). Posteriormente os animais foram subdivididos em grupos controle (I e IV), os que receberam somente uma dose de vacina (II e V) e que receberam duas uma doses de vacina com e dose de reforço após 30 dias (III e VI). Os animais foram monitorados por meio da SAM nos dias 0, 15, 30, 45 e 60 após a primeira aplicação da vacina. Os resultados obtidos revelaram que não houve diferença significativa (p>0,05) entre os animais vacinados e não vacinados. Não houve diferença significativa (p>0,05) nas respostas de títulos vacinais com relação ao perfil sorológico apresentados pelos animais. A vacinação com reforço apresentou melhor desempenho e a indução produção de aglutininas somente ocorreu contra os sorovares hardjo, wolffi, icterohaemorrhagiae e pomona. Há a necessidade de maiores estudos sobre o poder imunogênico da vacina utilizada no experimento.
Using the microscopic agglutination test (MAT), the induction of antibodies against Leptospira sp. p was conducted in vaccinated cattle with a commercial polyvalent vaccine. The homologous serological response was determined by MAT using two vaccinations schemes. The animals used were adult milking cows from six properties in the Northwest Region of the São Paulo State, Brazil. From each herd 20 animals were used, selected after three consecutive tests with 20-day intervals, based on a serological screening with 24 antigens serovars of Leptospira spp. The experimental groups were constituted by non-reagent animals (groups I, II and III), and reagent animals (groups IV, V and VI). Later the animals were subdivided into control groups (I and IV), groups that received one dosis of vaccine (II and IV) and groups that received one dosis with booster 30 day after the first injection (III and VI). The MAT test was conducted evaluating the animals at the days 0, 15, 30, 45 and 60 from the first injection of the vaccine. The results have shown no significant titre difference (p>0.05) between vaccinated and non-vaccinated animals. There was no significant difference (p>0.05) in the responses of vaccine titres related to the serological profile of the animals. The vaccination with booster presented the best response inducing the production of agglutinins only for the hardjo, wolffi, icterohaemorrhagiae and pomona serovars. Additional trials and validation of immunogenic power of the vaccine used in this research is necessary.

Descrição

Palavras-chave

leptospirose, bovinos, vacinação, leptospirosis, bovine, vaccination

Como citar

Ciência Rural. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), v. 34, n. 3, p. 865-871, 2004.

Coleções