Letramento em saúde e o ganho de peso interdialítico em pacientes em hemodiálise

Imagem de Miniatura

Data

2023-11-27

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: A Doença Renal Crônica (DRC) é um problema de saúde pública e traz como consequência grandes impactos econômicos e sociais. Na fase mais avançada, o paciente necessita de uma terapia renal substitutiva (TRS), sendo a hemodiálise a mais escolhida. Em cada sessão de hemodiálise o paciente é pesado antes e depois da terapia, o ganho de peso entre cada sessão é denominado ganho peso interdialítico (GPID), o descontrole deste pode levar a desfechos como hipercalemia, a hiperfosfatemia, maior pressão arterial pré dialítico, aumento da taxa de mortalidade, maiores números de intenações. Devido a complexidade dos regimes de tratamento, prescrições de medicamentos, status socioeconômico mais baixo, baixa alfabetização em saúde e comorbidades associadas, podem predispor à não adesão ao tratamento. Intervenções do tipo educacional em pacientes em diálise são eficazes em melhorar os resultados para melhorar a adesão ao tratamento. Nesse contexto, o letramento em saúde entra como uma importante ferramenta. Objetivo: Avaliar o letramento em saúde nos pacientes renais crônicos em terapia hemodialítica e se há associação com o GPID. Método:Análise parcial de estudo transversal prospectivo e análise de dados retrospectivo, com pacientes portadores de DRC, maiores de 18 anos, com mais de três meses em programa de hemodiálise crônica. Foram aplicados os questionários sociodemográfico, instrumento para avaliação do letramento em saúde Health Literacy Survey Questionnaire (HLS-EU-Q6) e Mini Exame do Estado Mental (MEEM), além de consulta ao prontuário para avaliar as 12 útimas sessões de hemodiálise para verificar dados das prescrições dialíticas, ganho de peso interdialítico. Resultados: Foram incluídos no estudo 50 participantes, sendo 32(64%) homens e 18(36%) mulheres. Em relação a doença de base, 26(52%) hipertensos, 18(36%) diabéticos e 4(8%) com doença glomerular. Apresentaram média de 56±15,2 anos de idade e mediana de 6,9 anos de escolaridade. O GPID mediano foi de 4% e o letramento em saúde foi suficiente em 56% da amostra. O letramento não se associou com o GPID. Conclusões: O letramento em saúde mostrou-se suficiente na maioria da amostra estudada e os valores de GPID apresentaram valores de normalidade em relação ao peso seco. O letramento em saúde não se associou com o GPID mediano.
Introduction: Chronic Kidney Disease (CKD) is a public health problem and results in major economic and social impacts. In the most advanced phase, the patient requires renal replacement therapy (RRT), with hemodialysis being the most chosen. In each hemodialysis session, the patient is weighed before and after therapy, the weight gain between each session is called interdialytic weight gain (IDWG), lack of control of this can lead to outcomes such as hyperkalemia, hyperphosphatemia, higher pre-dialysis blood pressure, increased mortality rate, greater number of intentions. Due to the complexity of treatment regimens, medication prescriptions, lower socioeconomic status, low health literacy and associated comorbidities may predispose to non-adherence to treatment. Educational-type interventions in dialysis patients are effective in improving outcomes to improve treatment adherence. In this context, health literacy is an important tool. Objective: To evaluate health literacy in chronic kidney disease patients undergoing hemodialysis therapy and whether there is an association with IDPG. Method: Partial analysis of a prospective cross-sectional study and retrospective data analysis, with patients with CKD, over 18 years of age, with more than three months on a chronic hemodialysis program. Sociodemographic questionnaires, an instrument for assessing health literacy were applied Health Literacy Survey Questionnaire (HLS-EU-Q6) and Mini Mental State Examination (MMSE), in addition to consulting the medical records to evaluate the 12 last hemodialysis sessions to verify data of dialysis prescriptions, interdialytic weight gain. Results: 50 participants were included in the study, 32(64%) men and 18(36%) women. Regarding the underlying disease, 26(52%) were hypertensive, 18(36%) diabetic and 4(8%) had glomerular disease. They had a mean and median age of 56 ± 15.2 years. About years of schooling: 6.9 years. The median GPID was 4% and health literacy was sufficient in 56% of the sample. Literacy was not associated with GPID. Conclusions: Health literacy proved to be sufficient in the majority of the studied sample and GPID values presented normal values in relation to dry weight. Health literacy was not associated with median GPID.

Descrição

Palavras-chave

Diálise renal, Ganho de peso, Letramento em saúde

Como citar