Diagnóstico diferencial das manifestações pulmonares agudas do lúpus eritematoso sistêmico com o auxílio da tomografia computadorizada

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2019-07-02

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma afecção reumatológica autoimune, de etiologia multifatorial, mais comum em mulheres na menacme. O comprometimento pulmonar pelo LES pode culminar com complicações pulmonares agudas como a Pneumonite Lúpica aguda (PLA), Hemorragia Alveolar Difusa (HAD) ou Pneumonia infecciosa (PN), com altos índices de morbimortalidade e tratamentos diferentes. Objetivos: Estabelecer o número de casos de complicações pulmonares agudas do LES e analisar suas manifestações tomográficas, com o propósito de caracterizar os padrões de acometimento pela PLA, HAD e PN, além de apontar achados de imagem e parâmetros clínicos e laboratoriais que auxiliem no diagnóstico diferencial entre elas. Método: Estudo observacional descritivo e retrospectivo, do tipo de série de casos, no qual foram analisados os prontuários eletrônicos dos pacientes com diagnóstico de LES entre Janeiro de 2011 e Dezembro de 2018 que apresentaram PLA, HAD ou PN. Foram colhidos dados do prontuário eletrônico e analisadas as Tomografias Computadorizadas de Alta Resolução (TCAR). Resultados: Dentre os 359 pacientes com diagnóstico de LES acompanhados no serviço, foram identificados 21 eventos independentes de complicações pulmonares agudas, sendo eles 12 episódios de PLA, 6 de PN e 3 de HAD. Os episódios de PN apresentaram maior prevalência de leucocitose e consolidações à TCAR, metade deles com vidro fosco. Metade dos eventos de PLA apresentou uma relação entre velocidade de hemossedimentação e proteína C reativa (PCR) acima de 15, com PCR dentro dos limites da normalidade em 83,33%. Um terço dos eventos de PLA apresentaram consolidação e 66,67% tinham vidro fosco. Em todos os casos de HAD foi caracterizada anemia, atenuação em vidro fosco e espessamento septal. Conclusão: A corticoterapia regular parece ter associação com o baixo índice de mortalidade encontrado no estudo. Leucocitose favorece o diagnóstico de PN em relação à PLA. PCR normal favoreceu o diagnóstico de PLA em detrimento da PN. O espessamento dos septos intralobulares foi útil na caracterização de HAD. A TCAR isoladamente conseguiu distinguir os três diagnósticos diferenciais em 57,14% de todos os eventos.
Introduction: Systemic Lupus Erythematosus (SLE) is an autoimmune disease with multifactorial etiology, more common in reproductive age women. Pulmonary involvement by SLE may lead to acute pulmonary complications such as acute Lupus Pneumonitis (ALP), Diffuse Alveolar Hemorrhage (DAH) or infectious pneumonia (PN), with high morbidity and mortality rates and different treatments. Purpose: To establish the number of cases of acute pulmonary complications of SLE and analyze their tomographic manifestations, in order to recognize the patterns of involvement by ALP, DAH and PN, besides pointing out image findings, clinical and laboratory parameters that help distinguishing them. Methods: Descriptive, retrospective and observational study, in which electronic records of patients diagnosed with SLE between January 2011 and December 2018 who presented PLA, HAD or PN were analyzed. Data was obtained from the electronic medical record and the High Resolution Computed Tomographies (HRCT). Results: Among the 359 patients diagnosed with SLE followed in this service, 21 independent events of acute pulmonary complications were identified. There were 12 episodes of ALP, 6 of PN and 3 of DAH. PN episodes had a higher prevalence of leukocytosis, consolidations at HRCT and half of them had ground glass opacities. Half of the ALP events had an erythrocyte sedimentation rate and C-reactive protein (CRP) ratio above 15, with CRP within the limits of normality in 83,33%. One-third of ALP events had consolidations and 66,67% had ground glass opacities. Anemia, groud glass opacities and septal thickening were observed in all cases of DAH. Conclusion: Regular corticosteroid therapy seems to be associated with the low mortality rate found in the study. Leukocytosis favors the diagnosis of PN over ALP. Normal CRP favored the diagnosis of ALP over PN. Thickening of the intralobular septa was useful in the depiction of DAH. The HRCT alone was able to distinguish the three differential diagnoses in 57,14% of all events.

Descrição

Palavras-chave

Lupus Eritematoso Sistêmico, Tomografia por emissão de pósitrons, Hemorragia, Pneumonia, Pulmões

Como citar