A epopéia maranhense de Josué Montello: desvendando a poética montelliana em quatro romances

Imagem de Miniatura

Data

2009-06-10

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Este trabalho tem por objetivo delinear a poética de Josué Montello a partir da análise de quatro romances: A décima noite (1976), Cais da Sagração (1981), Os tambores de São Luís (1975) e Noite sobre Alcântara (1984), nos quais o autor empreende a busca pela identidade maranhense ao mesmo tempo em que constrói a própria identidade como escritor. Partindo-se do pressuposto de que os romances do autor, ambientados no Maranhão, compõem a epopéia maranhense, ao buscar a representação de uma totalidade social, por meio de um conjunto de narrativas que recuperam, pela memória, os mais diversos aspectos de uma sociedade, confrontar-se-ão os conceitos de epopéia e romance. Em seguida, buscar-se-á destacar a importância da memória na recuperação do passado individual, histórico e social, para, por fim, proceder à análise dos romances, destacando-se alguns aspectos que os diferenciam entre si e outros que individualizam e identificam a narrativa montelliana, conferindo um estilo próprio de narrar ao autor, tais como a descontinuidade temporal, o forte apelo visual, a linguagem poética, a recorrência ao tema da morte e, principalmente, o apelo à memória.
The aim of this study is to discuss Josué Montello poetic language, foccusing on the analysis of four of his Novels: “A décima noite” (1959), “Cais da sagração” (1971), “Os tambores de São Luís” (1975) and “Noite sobre Alcântara” (1978). In these works the author searches for the “Maranhense”(adj. to State of Maranhão, Brazil) identity and simultaneously builds up his own identity as a writer. The concepts of Epic and Romance will be confronted, given that Montello’s Novels on Maranhão environments form a “Maranhense Epic” by presenting a social totality in a combination of narratives that recover though memory the most diverse aspects of a society. Following focus will be direct to the importance of the memory in recovering the individual, historical and social past. Finally the analysis will proceed with emphasis on differential aspects among the four Novels, discussing their individuality. Especial attention will be given to the singularities of “Montellian” narrative style, such as temporal discontinuity, strong visual appeal, poetic language, recurrence to death theme and mainly the appeal to memory, which shows the proper narrative style of the author.

Descrição

Palavras-chave

Montello, Josué, 1917-2006. Crítica e interpretação, Literatura brasileira - História e crítica - Séc. XX

Como citar

ZANELA, Agda Adriana. A epopéia maranhense de Josué Montello: desvendando a poética montelliana em quatro romances. 2009. 214 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, 2009.