Efeito da própolis sobre a produção de citocinas e expressão do receptor TLR-4 por camundongos submetidos a estresse

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-03-20

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O estresse pode exercer atividades imunossupressoras, acarretando o desenvolvimento de doenças como câncer, inflamações crônicas, neurodegeneração, autoimunidade, além de maior susceptibilidade a infecções por microrganismos. Os recém-descobertos receptores Toll-like (TLRs) têm sido extensamente investigados recentemente por reconhecer microrganismos patogênicos, ativando, consequentemente, a resposta imune. Devido ao pouco conhecimento quanto ao papel da própolis no sistema imune desafiado pela ação do estresse, o objetivo deste trabalho foi verificar o possível efeito deste apiterápico sobre a produção de citocinas pró-inflamatórias (IL-1β e IL-6) e de padrão Th1 (IFN-γ e IL-2) e Th2 (IL-4 e IL-10), e sobre a expressão do receptor TLR-4 por células esplênicas de camundongos submetidos a estresse. Camundongos BALB/c foram divididos em 3 grupos: G1 (controle), G2 (estresse) e G3 (própolis + estresse). G2 foi submetido a estresse por imobilização por 3 dias consecutivos, e G3 foi tratado com própolis e submetido a estresse. Após o sacrifício, o sangue foi coletado para a dosagem de corticosterona, como indicador de estresse. O baço de cada animal foi extraído e culturas celulares foram estimuladas com LPS por 24h ou com Con A por 48 h para determinação da produção de citocinas. Parte do baço foi utilizada para a realização de PCR quantitativo em tempo real a fim de verificar a expressão gênica de TLR-4 pelas células esplênicas. Os grupos submetidos a estresse, tratados ou não com própolis, apresentaram aumento na concentração de corticosterona. Houve inibição na produção de IL-1β e IL-6 nestes mesmos grupos, em comparação ao controle. Não houve alterações na produção de IL-2 em nenhum dos grupos, enquanto que a de IFN-γ esteve inibida nos grupos submetidos a estresse, tratados ou não com própolis. Já a produção de IL-4...
Stress can exert immunossupressive activities, which lead to the development of diseases such as cancer, chronic inflammation, neurodegenerative dysfunctions, autoimmunity and a higher susceptibility to infectious microorganisms. Recently, Tolllike receptors (TLRs) have been widely investigated for recognizing pathogenic microorganisms and, as a consequence, activating the immune response. Since little is known about propolis effects on the immune system challenged by stress, the aim of this work was to verify the possible effect of this bee product on pro-inflammatory (IL- 1β and IL-6), Th1 (IFN-γ and IL-2) and Th2 (IL-4 and IL-10) cytokines and on TLR-4 expression by spleen cells from stressed mice. BALB/c mice were divided into 3 groups: G1 (control), G2 (stress) and G3 (propolis + stress). G2 was submitted to restraint stress for 3 consecutive days and G3 was treated with propolis and immediately submitted to stress. After sacrifice, blood was collected for corticosterone determination as a stress indicator. Spleens of all groups were removed and cell cultures were stimulated with LPS for 24h or with Con A for 48 h to further cytokines determination. A portion of the spleens was used for quantitative PCR real time assay in order to verify TLR-4 gene expression. An increased corticosterone concentration was seen in stressed groups, treated or not with propolis. IL-1β and IL-6 production was inhibited in these same groups, comparing to control. No alterations were found in IL-2 production in the experimental groups, while IFN-γ was inhibited on stressed group even when treated with propolis. IL-4 production was inhibited on stressed mice, but propolis treatment was able to antagonize this inhibition. There were no alterations in IL-10 production between the experimental groups. TLR-4 expression was inhibited in stressed mice, but propolis treatment exerted... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Stress (Fisiologia) - Aspectos imunológicos - Tratamento, Própole - Uso terapêutico, Citocinas, Propolis, Toll-like receptor 4

Como citar

PAGLIARONE, Ana Carolina. Efeito da própolis sobre a produção de citocinas e expressão do receptor TLR-4 por camundongos submetidos a estresse. 2009. 103 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Botucatu, 2009.