Perspectivas de professores sobre a escolha do livro didático de Matemática

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-12-22

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O livro didático auxilia o professor a planejar e desenvolver as oportunidades e situações de aprendizagem de maneira a atender as singularidades de seus estudantes. Por tratar-se de um objeto plural, ele também propicia oportunidades de aprendizagem para o professor, especialmente ao aduzir as inovações pedagógicas que nele são veiculadas. Por serem considerados como tradutores do currículo, evidenciando os padrões políticos, socioculturais e de conhecimento de uma sociedade, os livros didáticos desempenham um papel relevante no ensino e na aprendizagem de Matemática. Ressalte-se que o processo de escolha de determinado livro não é trivial, pois nele o professor mobiliza seus conhecimentos para buscar a obra mais articulada com a proposta abraçada pela unidade escolar. Desse modo, a escolha dos livros didáticos para serem empregados no ensino de Matemática se constitui uma atividade complexa que possui uma grande responsabilidade tendo em vista que essa ação reverberará nas aprendizagens dos estudantes. Buscou-se um diálogo teórico sobre alguns fatores significativos na escolha desse material didático, como a formação do professor e o conhecimento profissional. Nesse diálogo, também foi levantado o conceito de consciência crítica como sendo necessário para a escolha do livro didático. A pesquisa aqui relatada privilegia a abordagem qualitativa e busca responder ao questionamento: o que se revela quando um grupo de professores discute sobre a escolha do livro didático de Matemática? Para isso, desenvolveu-se um curso de extensão voltado para a formação continuada de professores de Matemática, de forma remota devido a pandemia de Covid-19. Participaram 12 professores de Matemática dos Anos Finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Os dados produzidos foram organizados e agrupados em três dimensões: política brasileira voltada para o livro didático; formativa; e escolha do livro didático de Matemática. Constatou-se que a maioria dos participantes desconhecia as políticas públicas em torno do livro didático e algumas fases do Programa Nacional do Livro e Material Didático, em especial o Guia do Livro Didático. Emergiu dos dados a importância de que os contextos formativos dessem mais atenção às discussões sobre esse material didático, bem como a sua escolha e o seu uso. Foi destacada a necessidade da formação permanente de forma que o professor consiga romper com as concepções que possui a respeito da Matemática, seu ensino e sua aprendizagem, além da forma como interage com o livro didático, de modo a conseguir rever os usos deste recurso visando alcançar os objetivos de ensino e de aprendizagem. O conteúdo das narrativas dos participantes evidenciou que eles mobilizam seus conhecimentos ao interagirem com livros didáticos quando objetivam analisá-los para escolha. O desenvolvimento da consciência crítica oportunizou o conhecimento de imposições e determinações que podem limitar a ação docente, assim como as implicações que o uso sem criticidade do livro didático pode produzir. A diversidade dos ângulos, aspectos e dimensões dos dados perquiridos permite inferir que participar dos encontros levou os professores a reexaminarem suas experiências profissionais, ofertando oportunidades para reflexão crítica sobre o repertório aprendido e experiências já vivenciadas.
The textbook helps the teacher to plan and develop opportunities and learning situations to meet the uniqueness of their students. Because it is a plural object, it also provides learning opportunities for the teacher, especially when adding the pedagogical innovations that are conveyed in it. As they are considered as translators of the curriculum, highlighting the political, sociocultural and knowledge standards of a society, textbooks play an important role in the teaching and learning of Mathematics. It should be noted that the process of choosing a given book is not trivial, as in it the teacher mobilizes his knowledges to seek the work that is most articulated with the proposal embraced by the school unit. In this way, the choice of the textbooks used in the teaching of Mathematics is a complex activity that has a great responsibility, considering that this action will reverberate in the students' learning. A theoretical dialogue was sought on some significant factors in choosing this didactic material, such as teacher training and professional knowledge. In this dialogue, the concept of critical awareness was also raised as being necessary for choosing the textbook. The research reported here favors a qualitative approach and seeks to answer the question: what is revealed when a group of teachers discusses the choice of a Mathematics textbook? For this, an extension course was developed aimed at the continued training of Mathematics teachers, remotely due to the Covid-19 pandemic. Twelve Mathematics teachers from High School and the final years of Elementary School participated. The data produced were organized and grouped into three dimensions: the Brazilian policy focused on textbooks; formative; and the choice of a Mathematics textbook. It was found that most participants were unaware of the public policies surrounding the textbook and some phases of the PNLD (National Book and Teaching Material Program), especially the Textbook Guide. The importance emerged from the data that the training contexts pay more attention to discussions about this didactic material, as well as its choice and use. It was highlighted that the need for permanent training so that the teacher can break with the conceptions he has about Mathematics, its teaching and learning, in addition to the way he interacts with the textbook, thus, to be able to review the uses of this resource aiming to achieve teaching and learning objectives. The content of the participants' narratives showed that they mobilize their knowledge when interacting with textbooks when they aim to analyze them for the choice. The development of critical awareness provided knowledge of impositions and determinations that can limit the teaching action, as well as the implications that the uncritical use of the textbook can produce. The diversity of angles, aspects and dimensions of the surveyed data allows inferring that participating in the meetings led teachers to re-examine their professional experiences, offering opportunities for critical reflection on the repertoire learned and the experiences already lived.

Descrição

Palavras-chave

Escolha do livro didático de Matemática, Formação de professores, Consciência crítica, Conscientização, Conhecimento docente, Choice of Mathematics textbook, Teacher training, Critical consciousness, Awareness, Teaching knowledge

Como citar