Para além do que se vê: das transexualidades às singularidades na busca pela alteração corporal

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-02-02

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O presente trabalho buscou realizar um estudo psicanalítico sobre as transexualidades a partir da clínica com transexuais femininas, no âmbito hospitalar, e sua demanda de alteração corporal, dirigida ao corpo médico, com o discurso de adequarem o seu sexo anatômico à sua alma feminina. Pretendeu-se com esta pesquisa oferecer uma reflexão para o tema da transexualidade partindo da ótica de quem a vive, ou seja, sobre o discurso de adequar o sexo na singularidade de quem o expressa, mantendo-se a articulação entre o individual e o social. Utilizou-se o método de pesquisa em psicanálise, optando-se pela narrativa na apresentação dos casos clínicos pautados no acompanhamento específico de sete transexuais femininas adultas (que não mais estavam em atendimento), possibilitando vislumbrar um panorama representativo da dinâmica subjetiva de cada uma. A questão principal que norteia este trabalho se refere a: como se organiza a subjetividade de uma pessoa que, em nome de sua identidade sexual, demanda uma transformação definitiva no corpo, com o propósito de aproximar sua anatomia ao sexo biológico oposto? A leitura psicanalítica do material clínico obtido privilegiou os aspectos que permearam a busca pela cirurgia de 'mudança de sexo' e os processos de subjetivação que atuaram na construção desse pedido de alteração corporal. Foi possível constatar que tais construções subjetivas sofrem os efeitos dos modos como os processos de identificação e sexuação foram vivenciados. As saídas ou soluções encontradas, em sua dinâmica pulsional, revelam que, enquanto um fenômeno do nosso tempo, além da fascinação pela imagem, a busca pela tecnologia (que se supõe ser capaz de dominar o Real) esteve pautada em um duplo eixo: um horizontal...
The current paper results from clinical experience with female transsexuals patients who look forward to undergoing sex-change surgery in order to adjust their physical body to fit their feminine soul. This research intends to address the issue of transexualities through the eyes of he who lives it, i.e., through their sex adjustment speech in the singularity of he who expresses it, keeping a reflection on the articulation between individual and social factors. The approach method used on seven adult female transsexuals (no longer being treated) was research in psychoanalysis and narrative in clinical vignettes in order to offer a representative panorama of the psychic dynamics of each one. The main issue of this paper is how to organize the subjectivity of a person who, in the name of their sexual identity, demands a definitive body adjustment so as to bring their body closer to the one of the opposite gender. The psychoanalytical reading of clinical data collected privileged the reasons for the sexchange seek and the subjectivity processes that acted in favor of the body adjustment plead. It was possible to conclude that these subjective constructions depend on how the processes of identification and sexuation were lived. The exist, i.e., the solutions found, in its pulsional dynamics, reveal that, while a phenomenon of our time, beyond image fascination, the seek for technology (which assumes being able to dominate the Real) in some cases traveled on double tracks: horizontally in relation to his fellow, so that the desire for another man wouldn't be homossexual but a result of his heterossexuality, getting rid of homophobia and stigma) ; vertically, in relation to the Other of science, created in his imaginary that it is the shape of his genital that defines his sexual identity and not the... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Psicanalise, Sexo (Psicologia), Identidade sexual, Transexualismo, Psychoanalysis, Sex (Psychology), Sexual identity, Transexualism

Como citar

ELIAS, Valéria de Araújo. Para além do que se vê: das transexualidades às singularidades na busca pela alteração corporal. 2007. 298 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 2007.