Tabagismo e dependência nicotínica na comunidade de Marília durante uma campanha antitabagismo

dc.contributor.authorAmbrozin, Alexandre Ricardo Pepe [UNESP]
dc.contributor.authorShimizu, Juliana Mitiko [UNESP]
dc.contributor.authorAl-Lage, Jéssica Guimarães [UNESP]
dc.contributor.authorKessa, Franciele Eredia Albanez [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2017-01-02T15:39:30Z
dc.date.available2017-01-02T15:39:30Z
dc.date.issued2013
dc.description.abstractIntrodução: A incidência de tabagistas no Brasil varia de 9,5% até 21,2%, sendo mais frequente em homens. As campanhas anti-tabagismo são responsáveis pela diminuição do tabagismo na população em geral. Dessa forma, este estudo teve como objetivo estabelecer a ocorrência de tabagismo, os fatores de risco associados ao tabagismo e a dependência nicotínica na população da cidade de Marilia. Materiais e métodos: O estudo foi realizado no terminal urbano municipal da Cidade de Marília, envolvendo frequentadores do local, de ambos os sexos, independente da idade. Os dados foram obtidos por entrevista, realizada durante a II Campanha de Combate ao Tabagismo, no dia 31 de maio 2012. A campanha consistiu na exposição de 11 Banners informativos com temas relacionados ao tabagismo. A entrevista foi realizada com o auxílio de uma ficha de avaliação que constou de dados demográficos: sexo, idade, estado civil, atividade ocupacional, quando presente, estado tabágico (fumante/ex-fumante/não fumante), tempo de tabagismo, carga-tabágica (anos/maço), início do tabagismo, história de tabagismo na família, em amigos ou companheiros, contato com fumantes em casa ou no trabalho, quando e quem ofereceu o primeiro cigarro. Foi avaliado o grau de motivação em parar de fumar e o grau de dependência nicotínica. Análise estatística: Os dados são apresentados por meio de estatística descritiva, usando os valores relativos, percentuais, média e desvio padrão. Resultados: Foram avaliadas 945 pessoas, sendo 470 homens, com idade média de 46,29±19,22 anos. Eram tabagistas atuais 221 pessoas (23,37%) que iniciaram o hábito, em média, com 15,46±5,01 anos e apresentaram carga-tabágica atual de 26,29±32,95 anos. Dos voluntários estudados 565 (59,79%), já haviam experimentado cigarro e, destes, 267 (47%) relataram que o cigarro foi oferecido por amigos. A maioria dos tabagistas relatou história de tabagismo na família e entre amigos, 161 (72,85%) e 204 (92,31%), respectivamente. Dos fumantes, 32 (14,48%) relataram que não pretendem parar de fumar, 179 (80,99%) relataram que tem intenção e apenas 1 (0,45%) sujeito tinha parado recentemente, 9 sujeitos não responderam a questão. E finalmente, quanto ao grau de dependência nicotínica, 34 (15,38%) sujeitos tinham muito baixo grau de dependência e 36 (16,29%) baixo grau. Além desses, 36 (16,29%), 79 (35,75%) e 28 (12,67%) tinham médio, elevado e muito elevado grau de dependência, respectivamente (oito não responderam o questionário). Conclusão:A ocorrência de tabagismo foi de 23,37% e o como fator associado esta os hábitos na família, a maioria apresentou elevado grau de dependência nicotínica.pt
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Departamento de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Faculdade de Filosofia e Ciências de Marília
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Departamento de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Faculdade de Filosofia e Ciências de Marília
dc.format.extent09991
dc.identifierhttp://www.inscricoes.fmb.unesp.br/publicacao.asp?codTrabalho=OTk5MQ==
dc.identifier.citationCONGRESSO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, 7., 2013, Águas de Lindólia. Anais... São Paulo: PROEX; UNESP, 2013, p. 09938
dc.identifier.file2013-09991-ambrozin.pdf
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/146764
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.relation.ispartofCongresso de Extensão Universitária
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourcePROEX
dc.subjectTabagismopt
dc.subjectCampanhapt
dc.titleTabagismo e dependência nicotínica na comunidade de Marília durante uma campanha antitabagismopt
dc.typeTrabalho apresentado em evento
unesp.author.lattes2948832919013162[1]
unesp.author.orcid0000-0002-1807-1953[1]
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Filosofia e Ciências, Maríliapt
unesp.departmentFisioterapia e Terapia Ocupacionalpt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
2013-09991-ambrozin.pdf
Tamanho:
11.11 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format