Fístula oronasal em cão: reparo com flape simples associado a fator proteíco angiogênico purificado do látex de seringueira, veiculado com matriz de esponja de colágeno : estudo experimental

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-10-15

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A fístula oronasal é uma comunicação anormal entre a cavidade oral e nasal. É ocasionada normalmente por doença periodontal avançada, onde o vértice alveolar, principalmente do canino superior, sofre processo de degeneração resultando na injúria; também pode ser causada por traumas, corpos estranhos, extrações dentárias inadequadas, cirurgias na cavidade oral, choques elétricos e atropelamentos. Nos cães, as fístulas acarretam vários sinais clínicos como espirros, secreção nasal, sinusites, rinites, infecções no trato respiratório e até pneumonias aspirativas. Devido à periodontites crônicas e o pouco tecido circunjacente, são de difícil reparação, sendo o pós-operatório problemático pela ocorrência de deiscência de sutura e recidiva com concomitante processo inflamatório e infecção. O látex da seringueira (Hevea brasilienses) mostrou em vários outros experimentos seu poder angiogênico e cicatrizante na formação tecidual. Este experimento teve por finalidade utilizar fração proteica purificada do látex de seringueira no reparo de comunicações oronasais provocadas, para simulação experimental de fístula, após exodontia de caninos superiores de cães. Foram obtidos como resultados uma melhor qualidade na cicatrização, menor processo inflamatório ao final de 21 dias, menor ocorrência de deiscência de sutura e maior quantidade de tecido ósseo no alvéolo, concluindo-se que a utilização do fator proteico auxilia no processo de reparo, tornando-o mais rápido e eficiente
The oronasal fistula is an abnormal communication between oral and nasal cavities. It is generally caused by advanced periodontal disease, where the alveolar vertex, especially from the superior canine tooth, become degenerated resulting in that injury; it can either be caused by trauma, foreign bodies, inappropriate dental extractions, surgeries in the oral cavity, electric shock and car run over. In dogs, fistulas may cause several clinical signs as sneeze, nasal secretion, sinusitis, rhinitis, respiratory tract infection and even aspiration pneumonia. Because of chronic periodontitis and little tissue surrounding the fistulas, they are hard to repair; with difficult post-operative period due to the occurrence of suture dehiscence and fistulae recurrence with concomitant inflammatory process and infections. In others several experiments the rubber tree latex (Hevea brasiliensis) showed its angiogenic and healing power in tissue growth formation. The purpose of this experiment was to use a purified protein fraction from rubber tree latex to repair an oronasal communication induced for experimental simulation of the fistula, after extraction of superior canines in dogs. The obtained results corresponded to better healing quality, less inflammatory process after 21 days, less suture dehiscence and more alveolar bone tissue, concluding that the utilization of the protein factor helps in the repair process, making it faster and efficient

Descrição

Palavras-chave

Cão - Cirurgia, Dentes - Extração, Odontologia, Materiais biomédicos, Cicatrização, Dog, Healing, Odontology, Surgery, Tooth extraction

Como citar

NOGUEIRA, Rodrigo de Moura. Fístula oronasal em cão: reparo com flape simples associado a fator proteíco angiogênico purificado do látex de seringueira, veiculado com matriz de esponja de colágeno : estudo experimental. 2009. xiii, 46 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2009.