Resíduos da indústria pesqueira na indução de supressividade a Cylindrocladium spathiphylli e Ralstonia solanacearum e de biofertilizantes no controle de oídios

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-06-20

Orientador

Bettiol, Wagner

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O trabalho teve por objetivo avaliar o potencial de hidrolisado de peixe (HP), emulsão de peixe (EP), casca de camarão (CC), pó da alga marinha Sargassum sp. (AG) e pó de concha de marisco (CM) no controle de Cylindrocladium spathiphylli em espatifilo e Ralstonia solanacearum em tomate; e avaliar o efeito de dois biofertilizantes no controle de Oidium neolycopersici em tomate e Podosphaera fuliginea em pepino. Ao substrato padrão de cultivo de espatifilo, coletado de sistemas de produção naturalmente infestado com o patógeno, foram incorporados HP e EP nas concentrações de 0, 5, 10, 15, 20 e 25% (v/v) do volume necessário para atingir a capacidade de retenção de água e CC, AG e CM nas concentrações de 0, 1, 2, 3, 4 e 5% (v/v). As misturas foram incubadas por 10 dias à temperatura ambiente e, posteriormente, transferidas para vasos plásticos de 300 mL, seguido do plantio de uma muda de espatifilo da variedade Opal. No plantio, aos 90 e aos 180 dias de cultivo foi determinada a respiração microbiana, o carbono da biomassa microbiana e atividade de hidrólise do diacetato de fluoresceína. Macro e micronutrientes dos substratos foram determinados no plantio e ao final do experimento

Resumo (inglês)

This study aimed to evaluate the potential of fish hydrolyzed (HP), fish emulsion (EP), shrimp peel (CC), Sargassum seaweed powder (AG) and mussel shell powder (CM) for the control of Cylindrocladium spathiphylli in Spathiphyllum and Ralstonia solanacearum in tomato; and evaluate the effect of two biofertilizers in the control of Oidium neolycopersici in tomato and Podosphaera fuliginea in cucumber. In the container media, naturally infested, collected from production systems, was incorporated with HP and EP at concentrations of 0, 5, 10, 15, 20 and 25% (v/v) of the volume of water required to reach the water retention capacity of the container media and CC, AG and CM at concentrations of 0, 1, 2, 3, 4 and 5% (v/v). The mixtures were incubated for 10 days at room temperature. After this, the mixtures were transferred to plastic pots of 300 mL, followed by the planting of one plug Spathiphyllum ‘Opal’ per pot. In planting, at 90 and 180 days of cultivation were determined microbial respiration, carbon biomass and activity by the hydrolysis of diacetate fluorescein. Macro and micronutrient of container media were determined at planting and at the end of the experiment

Descrição

Idioma

Português

Como citar

VISCONTI, Alexandre. Resíduos da indústria pesqueira na indução de supressividade a Cylindrocladium spathiphylli e Ralstonia solanacearum e de biofertilizantes no controle de oídios. 2011. ix, 127 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu, 2011.

Itens relacionados