O Chão em Presidente Prudente: a lógica da expansão territorial urbana

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

1983

Orientador

Oliveira, Ariovaldo Umbelino de

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

Not available

Resumo (português)

A idéia de realizar um trabalho no sentido de entender o crescimento territorial urbano de Presidente Prudente, relaciona-se diretamente ao fato observado de que sua malha urbana estendia-se rapidamente durante a década de 70, sem que simultaneamente se verificasse um expressivo aumento populacional e/ou de suas atividades econômicas urbanas. O desenvolvimento da pesquisa permitiu-nos concluir que realmente a grande expansão territorial urbana de Presidente Prudente não resultava diretamente dos fenômenos acima citados, mas sobretudo de mudanças estruturais nas formas de produção do espaço urbano (1) e comércio do espaço urbano (2); e que a conjugação destas transformações provoca por sua vez um novo espaço urbano produzido (3). Tais conclusões resultam da perspectiva sob a qual encaramos o solo, qual seja uma mercadoria sui generis°, tendo em vista que para sua produção não são necessários meios de produção ou tampouco força de trabalho, e que é, a partir do momento em que esse bem elaborado pela natureza configura-se como necessário para a produção e reprodução do capital, que ele se transforma em mercadoria.

Descrição

Idioma

unesp.idiomas.undefined

Como citar

SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão. O Chão em Presidente Prudente: a lógica da expansão territorial urbana. 1983. 230 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 1983.

Financiadores