Morphomolecular characterization of Pleurotus ostreatus (Jacq. Fr.) kummer strains in relation to luminosity and temperature of frutification

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2003-01-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ)

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A temperatura é um dos principais fatores que influenciam o desenvolvimento e a introdução de cogumelos em nova áreas. O efeito da temperatura (15ºC e 28ºC) e a luminosidade (120 e 900 lux) foram avaliados em oito isolados de P. ostreatus quanto à precocidade, eficiência biológica, área do pileus, padrão de formação das pencas, coloração e resistência ao manuseio. A variabilidade genética dos isolados foi analisada pelo método Random Amplified Polymorphic DNA ou DNA polimórfico amplificado ao acaso (RAPD). O isolado Pos 98/37 foi o único a produzir a 28ºC e 900 lux, apresentando píleo branco nessa temperatura e cinza a 15ºC e 120 lux. O isolado Pos 96/05, o mais tardio, apresentou píleo chumbo a 15ºC a 120 lux, assim como os demais isolados nesta temperatura. Os isolados cultivados a 15ºC não diferiram quanto à maior resistência ao manuseio, enquanto a 28ºC, os cogumelos obtidos foram mais frágeis. Quanto à eficiência biológica, o isolado Pos 98/38 foi mais eficiente. O isolado 98/37 a 28ºC, comparado com o mesmo isolado a 15ºC, foi mais eficiente e apresentou padrão de formação de pencas assimétrico. Entre os isolados cultivados a 15ºC, o padrão de formação de pencas foi similar exceto nos isolados Pos 97/15 e Pos 97/17. Na caracterização molecular, o isolado Pos 98/37 apresentou 30% de similaridade com os demais. A temperatura de frutificação e a intensidade luminosa influenciaram a indução e o desenvolvimento dos isolados.

Resumo (inglês)

Temperature is one of the main factors affecting mushrooms development and introduction in new areas. Effects of temperature (15ºC and 28ºC) and luminosity (120 and 900 lux) were evaluated for eight P. ostreatus strains in relation to precocity, yield, pileus area, stalk formation pattern, coloration and handling resistance. Genetic variability of strains was analysed by the Random Amplified Polymorphic DNA (RAPD) method. The Pos 98/37 strain was the only to yield white pileus at 28ºC - 900 lux, and grey ones at 15ºC and 120 lux. The Pos 96/05 strain, the latest, produced lead-coloured pileus at 15ºC, as did the remaining strains at this temperature. Strains cultivated at 15ºC did not differ in relation to handling resistance. At 28ºC mushrooms were less resistant. In relation to yield, the Pos 98/38 strain was significantly more efficient. The Pos 98/37 strain, at 28ºC, as compared to the same strain at 15ºC, was more efficient and had an asymmetric stalk formation pattern. Among strains cultivated at 15ºC, the stalk formation pattern was symmetric, except for the Pos 97/15 and Pos 97/17 strains. Molecular characterization of the Pos 98/37 strain was 30% similar to the remaining strains. The temperature of fructification and luminosity influence the induction and development of the isolates.

Descrição

Idioma

Inglês

Como citar

Scientia Agricola. São Paulo - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, v. 60, n. 3, p. 531-535, 2003.

Itens relacionados