Estudo sobre a implantação do Projeto Escola Inclusiva em uma escola de ensino fundamental do interior de Goiás

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Este estudo procurou refletir sobre o cotidiano escolar de três alunos com necessidades especiais de uma escola intitulada inclusiva, localizada em uma cidade do interior do Estado de Goiás que adotou a proposta de Inclusão da Superintendência de Ensino Especial, implantada em 1999 pelo governo do Estado. Realizou-se uma pesquisa qualitativa, que procurou apreender a multiplicidade de sentidos presentes no campo educacional. A investigação, de cunho etnográfico norteou-se pelo desejo de compreender como se encontra essa instituição de ensino, como professores, alunos e familiares a vivem. Objetivo-se também verificar qual é a contribuição deste programa para o desenvolvimento de práticas educativas inclusivas nessa escola. Participaram deste estudo a professora da sala, a professora de apoio pedagógico, a coordenadora e a diretora, os três alunos e seus familiares. Os dados foram obtidos por meio do registro em diário de campo e entrevistas realizadas com todos. Os dados coletados mostraram que o discurso político sobre Inclusão em Goiás não vem se concretizando tal como se apresenta nos documentos normativos, pois, apesar da sensibilidade das professoras, coordenadora e diretora para com a Educação Inclusiva, constataram-se ausência de capacitação para trabalhar com a Inclusão, carência de recursos materiais e humanos especializados, precariedade das orientações dadas pelos especialistas, elevado número de alunos com necessidades especiais por sala, precária estrutura física da escola, ainda que não fosse inclusiva.
This study attempted to reflect on the scholar routine of three children demanding special educational needs attending a so-called inclusive school, localized in a town in the countryside of Goiás, which adopted the inclusion proposal of the Superintendência de Ensino Especial, introduced in 1999 by the state governor. For that, it was carried out a qualitative research that tried to apprehend the multiplicity of meanings present in the educational field. The investigation of exploratory character was guided by the wish of understanding how this school is doing, how teachers, students and family live, as well as verifying what the contribution of this program is for the development of inclusive educational practices at this school. The classroom teacher, the aid-teacher, the coordinator, and the principal, the three students, and their families took part in this study. The data was obtained through the record of field diary and interviews with all the participants. The data collected showed that the Goiano discourse about inclusion has not been achieved as it appears in the normative papers, for, despite the teachers’ sensibility, the coordinator’s and the principal’s, it was attested the lack of training to work with inclusion; lack of specialized material and human resources in the regular school; precariousness of the orientations given by experts; large classes with students who need special attention; precarious facilities to deal with even though children with not special needs. However, parents seemed to be satisfied with the school, for this has showed an epitome of children taking-care (The data has revealed that, but I was in doubt how to state that)

Descrição

Palavras-chave

Educação - Brasil, Educação inclusiva, Ensino fundamental - Goiás (Estado), Deficientes, Politicas publicas, Goias (Estado)

Como citar

ROCHA, Leonor Paniago. Estudo sobre a implantação do Projeto Escola Inclusiva em uma escola de ensino fundamental do interior de Goiás. 2007. 163 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, 2007.