Procalcitonina e interleicina-6 em crianças com diagnóstico de sepse e choque séptico

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006-07-28

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de livre-docência

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Sepse é causa comum de mortalidade e morbidade em unidades de tratamento intensivo, sendo atualmente entendida como a resposta sistêmica à infecção, resposta esta caracterizada por duas ou mais das seguintes manifestações: temperatura corporal > 38°C ou < 36°C; taquicardia; taquipnéia; e alteração da contagem de células brancas (leucocitose ou leucopenia) ou mais de 10% de formas imaturas. Entretanto, tem sido descrito que os elementos que caracterizam a resposta sistêmica são muito sensíveis, insuficientemente específicos e não levam em consideração o avanço do entendimento da fisiopatologia da doença. Além disso, a sepse tem fisiopatologia complexa, o que dificulta ainda mais o diagnóstico, principalmente em crianças. O diagnóstico rápido e a instituição de tratamento o mais cedo possível são imperativos nos pacientes sépticos. Consequentemente, vários marcadores laboratoriais têm sido estudados, sendo que dos vários mediadores envolvidos na sepse, procalcitonina (PCT) e interleucina-6 (IL-6) têm despertado interesse pela possibilidade de auxiliar no diagnóstico e no estabelecimento da gravidade de pacientes adultos com sepse ou choque séptico, sendo que a PCT já foi incluída entre os critérios diagnósticos de sepse nestes indivíduos. Em pediatria... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo)

Resumo (inglês)

Sepsis is a common cause of morbidity and mortality in intensive care units. It is currently defined as the systemic response to infection which is characterized by two or more of the following clinical manifestations: a) body temperature >38°C or <36°C; b) tachycardia; c) tachypnea; and alterations in white blood cell count (leukocytosis or leucopenia) or the presence of >10% immature neutrophils. However, it has been argued that this definition is too broad, insufficiently specific, and does not take into account the expanding understanding of sepsis pathophysiology. Also, sepsis is a complex process making diagnosis very difficult, especially in critically ill children. Rapid detection of sepsis in an ill patient is of paramount importance in order to institute prompt treatment. Hence, inflammation various markers have been studied; these include interleukin-6 (IL-6) and procalcitonin (PCT) which are involved in many steps of disease pathophysiology. PCT has been introduced as criteria for sepsis diagnosis in adults, but in children studies are scarce and without conclusive results... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

FIORETTO, José Roberto. Procalcitonina e interleicina-6 em crianças com diagnóstico de sepse e choque séptico. 2006. 76 f. +. Tese (livre-docência) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2006.

Financiadores