Aspects of the reproductive biology of the shortfin mako, Isurus oxyrinchus (Elasmobranchii Lamnidae), in the Southeastern region of Brazil

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2002-05-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Instituto Internacional de Ecologia

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Quatro úteros provenientes de quatro fêmeas prenhas e dois indivíduos recém-nascidos de anequim, Isurus oxyrinchus, foram coletados na região Sudeste do Brasil durante os meses de setembro a novembro de 1993 e 1994. Todos os embriões estavam bem desenvolvidos, próximos ao estágio de nascimento, apresentando a dentição e órgãos internos bastante desenvolvidos. O comprimento total desses embriões variou entre 64,5 e 72,0 cm, e o maior número de embriões observado no interior de uma única fêmea foi 20. As observações aqui realizadas confirmam a oofagia como forma de nutrição dos embriões dessa espécie e sua periodicidade. A presença de dentes no estômago dos embriões sugere que a substituição dos dentes se inicia na fase uterina.

Resumo (inglês)

Uteri from four pregnant females and two newborn of shortfin mako, Isurus oxyrinchus, were collected in the southeastern region of Brazil, during September, October, and November of 1993 and 1994. All embryos were near-term with developing dentition and inner organs. Total length ranged from 64.5 to 72.0 cm, and the maximum number of embryos observed in a litter was 20. These observations further confirmed oophagy as a form of nutrition in this species, and its periodicity. The presence of teeth in the embryos' stomachs suggest that tooth replacement begins in the uterine phase.

Descrição

Idioma

Inglês

Como citar

Brazilian Journal of Biology. Instituto Internacional de Ecologia, v. 62, n. 2, p. 239-248, 2002.

Itens relacionados

Financiadores