Diversidade de ácaros edáficos Gamasina (Mesostigmata) no bioma Caatinga no estado de Alagoas, com descrição de uma espécie nova, e elaboração de um catálogo para a família Podocinidae

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-02-28

Orientador

Moraes, Gilberto José de
Castilho, Raphael de Campos

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Entomologia Agrícola) - FCAV

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

No Brasil, o estudo da diversidade da acarofauna edáfica ainda é pouco conhecido e restrito principalmente a áreas de vegetação natural. Raros estudos têm sido conduzidos em áreas agricultáveis. Na Caatinga do estado de Alagoas não existe, até o momento, nenhum trabalho que busque compreender os impactos que as práticas agrícolas possam exercer sobre a diversidade e abundância da fauna de ácaros Gamasina (Mesostigmata). Os estudos de diversidade são interessantes do ponto de vista aplicado e conservacionista, visto que correspondem ao primeiro passo para compreensão dos sistemas, fornecendo base para desenvolvimento de outros trabalhos. Desta forma, com esse estudo objetivou-se realizar um inventário das espécies de ácaros edáficos, com ênfase nos Gamasina, no bioma Caatinga, em um fragmento de vegetação natural, em dois cultivos agrícolas e uma área de pastagem, em Olho d’ Água das Flores, estado de Alagoas, buscando compreender quais os possíveis impactos que as áreas agricultáveis podem exercer sobre a população dos Gamasina. As coletas foram realizadas a cada três meses, durante um ano (dezembro de 2018 a agosto de 2019). De cada área e em cada coleta foram tomadas 16 amostras de solo (0-5 cm de profundidade). O material extraído foi triado e os ácaros Gamasina foram montados em lâminas com meio de Hoyer, divididos em morfoespécies e identificados, sempre que possível, até o nível de espécie. Os ácaros dos outros grupos foram apenas contabilizados. A análise dos dados foi realizada através dos programas PAST e ANAFAU, além da análise quantitativa de agrupamento Euclidiana. Os resultados obtidos indicam que a maior abundância dos ácaros Gamasina foi em vegetação natural, seguida pelos cultivos de palma, mandioca e pastagem. As espécies encontradas na vegetação natural se afastaram daquelas encontradas nas áreas de cultivo agrícola. Ascidae foi a família predominante em todas as áreas. Três gêneros e vinte espécies foram identificados como novos para a ciência. Constatou-se também a interação positiva da precipitação e a abundância dos Gamasina. Uma nova espécie de Geogamasus Lee (Ologamasidae), foi descrita e uma chave para a separação das espécies do gênero foi elaborada. Com os resultados obtidos espera-se fornecer subsídios para pesquisas de cunho mais aplicado, como estudos de espécies com potencial para uso no controle biológico de pragas. Esse trabalho foi pioneiro em relação ao estudo da acarofauna edáfica em áreas de cultivo na Caatinga do estado de Alagoas. Além disso, elaborou-se também um catálogo atualizado para as espécies da família Podocinidae acompanhada de uma chave para separação dos gêneros.

Resumo (inglês)

In Brazil, the study of the diversity of mite fauna is still incipiente and restricted mostly to areas of natural vegetation. Rare studies have been conducted in agricultural areas. In the Caatinga of Alagoas state, no work has been conducted to understand the impacts that agricultural practices may have on the diversity and abundance of the edaphic mite fauna. Diversity studies are interesting from applied and conservationist points of view, as they are the first step in understanding systems, providing a basis for the development of other works. Thus, this study aimed to carry out an inventory of edaphic mite species, with emphasis on Gamasina (Mesostigmata), in a fragment of natural vegetation the Caatinga biome, two agricultural crops and a pasture area, in Olho d 'Água das Flores, seeking to understand the possible impacts that agricultural areas can have on the population of Gamasina. Samples went collected every three months between December 2018 and August 2019. At each sampling date, 16 soil samples were taken from each area (0-5 cm deep). The extracted material was examined and the Gamasina mites were mounted on slides using Hoyer's medium, divided into morpho-species and identified, whenever possible, at the species level. Data analysis was performed using the PAST and ANAFAU programs, in addition to the quantitative analysis of the Euclidean cluster. The results obtained indicate that the greatest abundance of Gamasina mites was found in natural vegetation, followed by áreas of palm and cassava crops and pasture. The species found in natural vegetation were diferent from those found in agricultural cultivation areas. Ascidae was the predominant family in all áreas. Three genera and twenty new species were found. There was also a positive interaction between rainfall and Gamasina abundance. A new species of Geogamasus Lee has been described and a key to the separation of species of the genus was developed. It is expected that the results of this work will be helpful for more applied research, such as studies of species with potential for use in biological pest control. This work was a pioneer in relation to the study of edaphic mite fauna in crop areas in the Caatinga of Alagoas. In addition, an updated catalog for the species of the family Podocinidae was also prepared, accompanied by a key for separating the genera.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados