A dialética singular-particular-universal: implicações do método materialista dialético para a psicologia

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2015

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

Considering that Cultural-Historical theory has been gaining importance within Brazilian Psychology in the last decades, this essay aims at contributing to understanding its ontological and epistemological foundations, introducing the concepts of singularity, particularity and universality of the dialectics that exists between them. The analysis looks to explore the implications to Psychology, both as a science and as a professional practice, of the lukacsian indication about the need to apprehend the connections between singularity, particularity and universality as a condition for understanding the essence of phenomena. In that sense, this analysis brings light to the individual/society dynamics unity affirmed by historical-dialectical materialism, which contributes to overcoming of the dichotomies usually established between the poles of this relationship.

Resumo (espanhol)

Mientras que la teoría histórico-cultural se há ampliado su inserción em la psicologia brasileña em las últimas décadas, este ensayo teórico tiene como objetivo contribuir a la apropriación de sus supuestos ontológicos y epistemológicos. La análisis pretende explorar las implicaciones para la psicologia como ciência y profesión del precepto lukacsiano de las conexiones entre singular-particular-universal como requisito para la compreensión de los fenómenos em su esencialidad, mostrando sua aproximación com el postulado por Vygotsky sobre la necessidade de apreension de los fenómenos psicológicos em su procesualidad. En este sentido, pone em tela la unidad dinâmica individuo/sociedade postulada por el materialismo histórico y dialéctico, a vista de traer subsídios para la superación de las divisiones frecuentes entre los polos de esta relación.

Resumo (português)

Considerando que a Teoria Histórico-Cultural vem ampliando sua inserção na Psicologia brasileira nas últimas décadas, o presente ensaio teórico pretende contribuir para a apropriação de seus postulados ontológicos e epistemológicos. A análise busca explorar as implicações para a Psicologia como ciência e profissão do preceito lukacsiano do desvelamento das conexões entre singular-particular-universal como requisito para a apreensão dos fenômenos em sua essencialidade, evidenciando sua aproximação com o postulado por Vigotski em relação à necessária apreensão dos fenômenos psicológicos em sua processualidade. Nessa direção, coloca-se em questão a unidade dinâmica indivíduo/sociedade postulada pelo materialismo histórico-dialético, trazendo subsídios para a superação das cisões usualmente estabelecidas entre os polos dessa relação.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Psicologia e Sociedade, v. 27, n. 2, p. 362-371, 2015.

Itens relacionados

Financiadores