Teste de condutividade elétrica em sementes de amendoim

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2005-12-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (ABRATES)

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O teste de condutividade elétrica (CE) tem potencial para ser empregado no controle de qualidade pelas empresas produtoras de sementes, no entanto há fatores que podem afetar os resultados obtidos. Neste sentido, o trabalho teve como objetivo estudar os efeitos do tamanho da semente, do número de sementes da amostra e do período e temperatura de embebição que podem influenciar a interpretação dos resultados do teste de CE, em sementes de amendoim. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado em esquema fatorial 3 x 3: três lotes de semente, classificados em três tamanhos (peneiras 18, 20 e 22). Avaliou-se a CE em dez tempos de embebição (3, 6, 9, 12, 15, 18, 21, 24, 27 e 30 horas). O trabalho foi composto de quatro ensaios, onde se combinou número de sementes e temperatura de exposição das mesmas à embebição: a) quatro repetições de 25 sementes a 20ºC; b) quatro repetições de 50 sementes a 20ºC; c) quatro repetições de 25 sementes a 25ºC; d) quatro repetições de 50 sementes a 25ºC. A leitura da CE foi realizada por condutivímetro e os resultados expressos em µS.cm-1.g-1. O tamanho da semente afetou os resultados da CE; o tempo de embebição pode ser reduzido para até 3 horas; a temperatura de embebição de 25ºC mostrou-se mais promissora do que 20ºC, assim como a utilização de 50 sementes puras.

Resumo (inglês)

The electrical conductivity test (EC) has potential to be used in quality control by seeds companies, but some factors can affect the results of the EC. Thus research was carried out with the purpose of studying the effects of seed size, imbibition period, imbibition temperature and sample size on EC for evaluating peanut seed vigor. Four experiments were carried out and treatments were set in a completely randomized design. Three seeds lots with three different sizes (sieves 18, 20 and 22) were imbibed for different periods of time (3, 6, 9, 12, 15, 18, 21, 24, 27 and 30 hours). Four replicates with a variable number of seeds (25 or 50) and temperature (20 or 25ºC) were also tested. The EC was read by conductivimeter and the results were expressed as µS.cm-1.g-1. Under tested conditions, it was concluded that: peanut seed size affected the results of EC; the seed imbibition period can be reduced to 3 hours for the evaluation of physiological seed quality; the imbibition temperature of 25ºC was more promising than 20ºC, especially when used with 50 pure seeds.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Revista Brasileira de Sementes. Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes, v. 27, n. 2, p. 151-158, 2005.

Itens relacionados

Financiadores