Tênis de campo e sport education na educação física escolar: análise de uma proposta para os anos finais do ensino fundamental

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-05-23

Orientador

Impolcetto, Fernanda Moreto

Coorientador

Pós-graduação

Educação Física em Rede Nacional - IBRC

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Esta pesquisa teve o objetivo de elaborar, implementar e analisar uma unidade didática de tênis de campo nas aulas de Educação Física Escolar, utilizando o Sport Education (SE) como modelo de ensino. Foi desenvolvida uma pesquisa de natureza qualitativa, com referencial teórico na pesquisa ação, por meio da implementação de uma Unidade Didática para uma turma de sexto ano do Ensino Fundamental de uma escola pública estadual, do interior do Estado de São Paulo. O instrumento utilizado na produção dos dados foi o Diário de Campo. Os dados coletados foram revistos e aglutinados a partir da análise de categorias de codificação simples, dos quais emergiram duas categorias: o ensino do tênis e o modelo SE. Os resultados da primeira categoria indicaram que o planejamento, o ensino por meio de jogos e as adaptações de espaço, material e regras se mostraram como possibilidades pedagógicas para o ensino do tênis. Além disso, que o uso constante do diálogo, a oferta de feedbacks em duplas e grupos pequenos e a ênfase na lógica interna do jogo de tênis foram intervenções que fizeram diferença no processo de ensino desta modalidade. Sobre a segunda categoria, os principais resultados apontaram que o modelo SE, por meio de suas características promoveram práticas autênticas no ensino do tênis, com destaque para a afiliação e a temporada regular de jogos. Como limitações destacamos o pouco tempo de duração das aulas (45 minutos cada), a necessidade de adaptação do planejamento em dias de chuvas e o desencontro de informações da equipe gestora com o corpo docente, sobre o calendário escolar. Como possibilidade de superação, verificamos a inclusão dos alunos no aprendizado do tênis; o desenvolvimento da autonomia como fator de aumento de interesse sobre a modalidade; harmonização entre competição e cooperação; aumento do Fair Play e o fato de termos ensinado tênis pela primeira vez na escola. Concluímos que o SE pode ser um modelo favorável para o ensino do tênis de campo nas aulas de Educação Física, desde que adaptado às condições de cada realidade escolar e aos objetivos que o professor pretende alcançar.

Resumo (inglês)

This research aimed to develop, implement, and analyze a didactic unit of field tennis in school physical education, using Sport Education (SE) as a teaching model. Qualitative research was carried out, with theoretical reference in action research, through the implementation of a Didactic Unit for a sixth-grade class of Elementary School of a state public school, in the interior of the State of São Paulo. The instrument used in the production of data was the Field Diary. The collected data were reviewed and grouped based on the analysis of simple coding categories, which two categories emerged: teaching tennis and the SE model. The results of the first category indicated that planning, the teaching through games and space adaptations, material and rules proved to be pedagogical possibilities for teaching tennis. In addition, the constant use of dialogue, the provision of feedback in pairs and small groups and the emphasis on the internal logic of the tennis game were interventions that made difference in the teaching process of this modality. Regarding the second category, the main results showed that the SE model, through its characteristics, promoted authentic practices in tennis learning, with emphasis on affiliation and the regular season of games. As limitations, we highlight the short duration of classes (45 minutes each), the need to adapt the planning on rainy days and the information mismatch between the management team and the faculty regarding the school calendar. As a possibility of overcoming, we verified the inclusion of students in learning tennis; the development of autonomy as a factor to increase interest in the modality; harmonization between competition and cooperation; increase in Fair Play and the fact that we taught tennis at school for the first time. We conclude that SE can be a favorable model for teaching tennis in Physical Education classes, as long as it is adapted to the conditions of each school reality and the objectives the teacher intends to achieve

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados

Financiadores