Desenvolvimento das habilidade de auto-cuidado em crianças com atraso neuropsicomotor

Resumo

Introduction: The neuropsicomotor development could be negatively affected by several factors occurred in the pre, peri and pos natal period. The early stimulation is implemented by a set of dynamic activities which aim the child development according to the child’s phase. Objective: The purpose of this study was to analyze the functional skills acquisition in the self care area in children with development delay. Participated of this study 9 caregiver of children aged of 0 to 3 years with delay neuropsicomotor. Method: For the data collect was used the self-care area of the Pediatric Evaluation of Disability Inventory (PEDI) in the version adapted for Brazil. The data collect was performed in two different stages, with an interval of 6 months between the collects. The raw score were transformed in continuous score by the Rasch statistics, then was applied the Shapiro-Wilk and t-student test. Results: The participants obtained a signifi cant higher score in the second stage than in the fi rst (p<0,01). Conclusion: The results of the present study suggests that the early stimulation could be an important intervention in the process of self-care skills acquisition in children with neuropsicomotor delay.
Introdução: O desenvolvimento neuropsicomotor pode ser afetado negativamente por diversos fatores incidentes no período pré, peri e pós natal. A estimulação precoce é implementada por meio de um conjunto dinâmico de atividades que visam o desenvolvimento da criança de acordo com a fase em que ela se encontra. Objetivo: O objetivo do presente estudo foi analisar a aquisição de habilidades funcionais, na área de auto-cuidado, de crianças com atraso no desenvolvimento. Participaram do estudo 9 cuidadores de crianças de 0 a 3 anos de idade, com atraso no desenvolvimento neuropsicomotor. Método: Para a coleta de dados foi utilizada a área de auto-cuidado da Pediatric Evaluation of Disability Inventory (PEDI) em sua versão adaptada para o Brasil. As coletas foram realizadas por meio de entrevista direta aos cuidadores em duas etapas distintas, com um período de intervalo de 6 meses entre cada coleta. Os escores brutos obtidos nas entrevistas foram transformados em escores contínuos por meio da análise estatística de Rasch e aplicados os testes de Shapiro-Wilk e t-student. Resultados: A pontuação obtida na segunda entrevista foi signifi - cativamente maior que na primeira (p<0,01). Conclusão: Os resultados do presente estudos sugerem que a estimulação precoce pode ser um importante meio de intervenção no processo de aquisição das habilidades de auto-cuidado em crianças com atraso no desenvolvimento neuropsicomotor.

Descrição

Palavras-chave

deficiente, fisioterapia, estimulação precoce

Como citar

Terapia Manual, v. 9, n. 45, p. 630-634, 2011.