Quantitative control of Lettuce mosaic virus fitness and host defence inhibition by P1-HCPro

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-06-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Grupo Paulista de Fitopatologia

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Dois isolados de Lettuce mosaic virus capazes de contornar a resistência conferida pelo gene mo1² em alface, LMV-AF199 proveniente do Brasil e LMV-E um isolado europeu, foram avaliados quanto à rapidez e à severidade dos sintomas induzidos em alface variedade Salinas 88 (mo1²). Os sintomas de mosaico induzidos pelo isolado LMV-AF-199 em Salinas 88 são mais severos e aparecem aos 7 dias após a inoculação (dpi), enquanto que para o isolado LMV-E os sintomas são visíveis somente a partir dos 15 dpi. Com o intuito de identificar a região do genoma viral responsável por este fenótipo, vírus recombinantes foram construídos entre estes dois isolados, e o fenótipo avaliado quanto a rapidez e severidade dos sintomas em Salinas-88. A região codificadora para as proteínas P1 e Hc-Pro do LMV-AF199 foi associada com o aumento da virulência deste isolado em Salinas-88.

Resumo (inglês)

Two Lettuce mosaic virus isolates capable of overcoming the resistance afforded by the resistance gene mo1² in lettuce, LMV-AF199 from Brazil, and LMV-E, an European isolate, were evaluated for the rapidity and severity of symptoms induced on the lettuce variety Salinas 88 (mo1²). The mosaic symptoms on Salinas 88 plants inoculated with LMV-AF199 appeared 7 days post-inoculation (dpi) and 15 dpi for LMV-E. The symptoms induced by LMV-AF199 in this cultivar were also more severe than those induced by LMV-E. In order to identify the region of the viral genome responsible for this phenotype, recombinant viruses were constructed between these isolates and the phenotype of each recombinant was analysed. The region encoding proteins P1 and HcPro from LMV-AF199 was associated with the increased virulence in Salinas 88.

Descrição

Idioma

Inglês

Como citar

Summa Phytopathologica. Grupo Paulista de Fitopatologia, v. 33, n. 2, p. 119-123, 2007.

Itens relacionados