Caracterização de populações genéticas de Solenopsis invicta através de marcadores moleculares microssatélites. Correlação de similaridade entre populações hospedeiras e endossimbiose

dc.contributor.advisorBueno, Odair Correa [UNESP]
dc.contributor.authorSouza, Rodrigo Fernando de [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-06-11T19:22:58Z
dc.date.available2014-06-11T19:22:58Z
dc.date.issued2011-04-29
dc.description.abstractAs formigas da espécie Solenopsis invicta são nativas da América do Sul, mas elas foram introduzidas em novos ambientes e passaram a causar sérios danos à agricultura e pecuária bem como causar alguns transtornos ao ser humano. Muitos estudos sobre a biologia reprodutiva de S. invicta foram conduzidos com populações introduzidas; porém, poucos com as populações nativas. As ferramentas moleculares como microssatélties e mtDNA podem auxiliar na investigação sobre a biologia reprodutiva das espécies. Diferentes comportamentos sociais de S. invicta como a monoginia e a poliginia, podem interferir na biologia reprodutiva da espécie, e a utilização das ferramentas moleculares corretas pode evidenciar este comportamento. A expansão das populações nativas, assim como a introdução dessa formiga em outros ambientes, pode ter levado à interação com outros táxons de formigas e com outros tipos de organismos. Essa interação pode ter sido responsável pela aquisição da endobactéria Wolbachia. Ela é uma bactéria intracelular que pode causar distúrbios reprodutivos em seus hospedeiros. Este trabalho analisou 10 ninhos de S. invicta coletados em cinco cidades do Estado de São Paulo com o objetivo de inferir sobre a biologia reprodutiva de S. invicta, utilizando marcadores moleculares microssatélites e mtDNA e também verificar a presença de Wolbachia. A formação de quatro grupos filogeneticamente distintos para mtDNA sugerem linhagens divergentes de haplótipos dentro dos dez ninhos. Essa separação também pode indicar interferências na dispersão natural das fêmeas. A análise dos microssatélites revelou que alguns problemas moleculares podem interferir na investigação sobre a biologia reprodutiva. A análise específica de poliginia indica que todos os ninhos analisados são monogínicos, mas os resultados de microssatélites sugerem que ninhos de S. invicta...pt
dc.description.abstractThe ants of Solenopsis invicta are native of South America, but they were introduced into new environments and began to cause serious damage to agriculture and livestock and cause some inconvenience to humans. Many studies on the reproductive biology of S. invicta were conducted with introduced populations, but few with the native populations. The molecular tools such as analysis of mtDNA and microsatellites can assist in research on the reproductive biology of the species.Different social behavior of S. invicta as monogyny and polygyny, can interfere in the reproductive biology of the species, and the use of the correct molecular tools may show this behavior.The expansion of the native populations, as well as the introduction of this ant in other environments may have led to the interaction with other taxa of ants and other types of organism. This interaction may have been responsible for the acquisition of endobacteria Wolbachia. This bacteria is intracellular and can cause reproductive disorders in their hosts. This study analyzed 10 nests of S. invicta collected in five cities of São Paulo aiming to infer the reproductive biology of S. invicta, using microsatellite markers and mtDNA and also verify the presence of Wolbachia. The formation of four groups phylogenetically distinct mtDNA suggests divergent lineages of haplotypes inside the ten nests. This separation can also indicate interference with the natural dispersal of females. Analysis of microsatellite revealed that some molecular problems may interfere in the research on the reproductive biology. The specific analysis of polygyny indicates that all nests that were analyzed are monogynous, but results of microsatellite suggest that nests of S. invicta have more than one reproductive queen. The Wolbachia presence analysis revealed two strains, the A from subgroup InvA of the S. invicta and the B strain characteristic of ... (Complete abstract click electronic access below)en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.format.extent89 f. : il., mapas, tabs.
dc.identifier.aleph000647678
dc.identifier.capes33004137046P4
dc.identifier.citationSOUZA, Rodrigo Fernando de. Caracterização de populações genéticas de Solenopsis invicta através de marcadores moleculares microssatélites. Correlação de similaridade entre populações hospedeiras e endossimbiose. 2011. 89 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2011.
dc.identifier.filesouza_rf_me_rcla.pdf
dc.identifier.lattes1050709055776428
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/87691
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectFormigapt
dc.subjectGenéticapt
dc.subjectFilogeniapt
dc.subjectBiologia reprodutivapt
dc.subjectAnten
dc.titleCaracterização de populações genéticas de Solenopsis invicta através de marcadores moleculares microssatélites. Correlação de similaridade entre populações hospedeiras e endossimbiosept
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.advisor.lattes1050709055776428
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Biociências, Rio Claropt
unesp.graduateProgramCiências Biológicas (Biologia Celular e Molecular) - IBRCpt
unesp.knowledgeAreaBiologia celular e molecularpt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
souza_rf_me_rcla.pdf
Tamanho:
963.74 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format