Um estudo sobre a abordagem da violência contra mulheres no ensino de filosofia

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-03-17

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Buscou-se investigar se os materiais disponibilizados pela Secretaria Estadual de Educação, no estado de São Paulo, e destinados ao ensino de Filosofia, abordam o tema violência contra mulheres no ensino médio, e de que forma isso acontece. Este assunto faz-se necessário devido à sua permanência na sociedade brasileira, por sua relação intrínseca com a desigualdade de gênero, e em função desta realidade atravessar de diferentes maneiras a vida dos discentes. Trata-se de uma investigação de abordagem qualitativa, que visa ampliar a compreensão sobre o cenário investigado, bem como, problematizar a permanência e as causas históricas, econômicas, sociais, políticas e culturais relacionadas à violência contra a mulher na sociedade brasileira a partir do ensino de Filosofia. A coleta de dados deu-se por meio da pesquisa bibliográfica, da análise de documentos, e da análise de conteúdo (BARDIN, 2011); sendo sua fundamentação epistemológica o materialismo histórico-dialético. A fim de identificar o tratamento do tema em questão, tomou-se como referência a análise dos Cadernos Currículo em Ação – Caderno do estudante (SEDUC, 2021, 2022) da 1ª e 2ª séries do Ensino Médio, trabalhados na formação geral básica. Durante a exploração dos materiais citados, identificou-se que a violência contra a mulher é abordada nos materiais, porém, de maneira superficial, por isso foi desenvolvida e aplicada a sequência didática Violência contra mulheres na sociedade brasileira: compreender para prevenir, fundamentada na Pedagogia Histórico-Crítica, cujo objetivo é promover a reflexão filosófica sobre esse assunto, com estudantes de uma turma de 1ª série do ensino médio, em uma escola estadual no interior de São Paulo. Além do mais, a análise dos materiais supracitados revelou a desproporcionalidade entre a apresentação de pensadoras e pensadores ao longo da formação geral básica, por isso, entende-se que é necessário desenvolver estratégias educacionais que permitam a ampliação do repertório filosófico dos estudantes, neste sentido, a sequência didática contribuiu para a materialização deste objetivo. Por fim, destaca-se que este trabalho está dividido em seis seções: a primeira apresenta a pesquisa; a segunda aborda a metodologia utilizada; a terceira explora alguns tipos e formas de violência, e especificamente a violência contra a mulher, a partir da apresentação das principais características do pensamento de Heleieth Saffioti, Marilena Chauí, Lenore Walker e Marcia Tiburi; a quarta aborda a relação entre o Novo Ensino Médio e o ensino de Filosofia, bem como a relação entre o cânone filosófico e a violência simbólica; a quinta apresenta a Pedagogia Histórico-Crítica como fundamento teórico-metodológico para o ensino de Filosofia, além de tratar da elaboração e aplicação da sequência didática, e a sexta trata das considerações finais.
We sought to investigate whether the materials made available by the State Department of Education, in the state of São Paulo, and intended for the teaching of Philosophy, address the issue of violence against women in high school, and how this happens. This subject is necessary due to its complexity, because it is a multidimensional challenge and crosses the lives of many students in different ways, imposing itself, therefore, as a relevant issue to be understood and addressed in the school environment. This is an investigation with a qualitative approach and an applied nature, that is, it aims to broaden the understanding of the investigated scenario, as well as to problematize the permanence and historical, economic, social, political and cultural causes related to violence against women. in Brazilian society from the teaching of Philosophy. Data collection took place through bibliographical research, document analysis, and content analysis (BARDIN, 2011); its epistemological foundation being historical-dialectical materialism. In order to identify the treatment of the subject in question, the analysis of the Notebooks Curriculum in Action – Student Notebook (SEDUC, 2021, 2022) of the 1st and 2nd grades of High School, worked in basic general education. During the exploration of the aforementioned materials, it was identified that violence against women is addressed in the materials, however, in a superficial way, which is why the didactic sequence Violence against women in Brazilian society was developed and applied: understanding to prevent, based on Pedagogy Historical-Critical, whose objective is to promote philosophical reflection on this subject, with students from a 1st grade high school class, in a state school in the interior of São Paulo. Furthermore, the analysis of the aforementioned materials revealed the disproportionality between the presentation of male and female thinkers throughout basic general training, therefore, it is understood that it is necessary to develop strategies that allow the expansion of the philosophical repertoire of students, in this sense, the didactic sequence contributed to the materialization of this objective. Finally, it should be noted that this work is divided into eight sections: the first presents the research; the second addresses the methodology used; the third explores the types and forms of violence, and specifically violence against women, based on the presentation of the main characteristics of the thinking of Heleieth Saffioti, Marilena Chauí, Lenore Walker and Marcia Tiburi; the fourth section addresses the relationship between the New High School and the teaching of Philosophy, as well as the relationship between the philosophical canon and symbolic violence; the fifth presents the Historical-Critical Pedagogy as a theoretical-methodological foundation for the teaching of Philosophy, in addition to addressing the elaboration and application of the didactic sequence, then, the final considerations are presented.

Descrição

Palavras-chave

Filosofia, Pedagogia histórico-crítica, Violência contra as mulheres, Philosophy, Historical-critical pedagogy, Violence against women

Como citar