FITOTOXICIDADE DE FUNGICIDAS, ACARICIDAS E INSETICIDAS, SOBRE O MAMOEIRO (Carica papaya L.) CULTIVAR SUNRISE SOLO IMPROVED LINE 72/12 em CONDIÇÕES DE CAMPO

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2001-08-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Fruticultura

Resumo

A presente pesquisa teve como objetivo estudar os efeitos fitotóxicos de fungicidas, acaricidas e inseticidas e algumas associações entre eles, em plantas de mamoeiros (Carica papaya L.) cv. Sunrise Solo Improved Line 72/12, em condições de campo, no município de São Mateus -- ES, pertencente à maior região produtora do Estado. O experimento foi arranjado em delineamento de blocos casualizados, com 4 repetições e 03 plantas úteis por parcela. Foram utilizados os seguintes produtos, com as respectivas doses, para cada 100 L de água: chlorothalonil (Daconil PM-200g); mancozeb (Dithane PM -- 200g); oxicloreto de cobre (Reconil -- 400g); thiabendazole (Tecto 450 -- 100ml); dicofol + tetradifon (Carbax -- 200ml); triazophós (Hostathion 400 BR -- 150ml); óxido de fenbutatina (Torque 500 SC -- 60ml); e abamectin (Vertimec 18 CE -- 50ml): Analisou-se a fitotoxicidade dos produtos testados, em relação à altura da planta, nº de folhas, número de flores e frutos ; diâmetro do caule e queimaduras ou injúrias foliares. As datas das avaliações foram: 01 dia antes das pulverizações, 15 dias e 30 dias após as mesmas. Os fungicidas Daconil BR, Reconil e Tecto 450; o fungicida acaricida Dithane PM; os acaricidas Carbax e Torque 500 SC; e o inseticida-acaricida Vertimec 18 CE, aplicados isoladamente, não afetaram o crescimento e a produção das plantas, nem causaram injúrias nas folhas das mesmas. A associação de fungicidas e fungicida-acaricida, com os acaricidas, ou inseticida-acaricida, não mostrou nenhum efeito fitotóxico sobre os parâmetros de crescimento avaliados, nem causaram queimaduras ou injúrias foliares.
The objective of this work was to evaluate the phytotoxic effect of insecticides, acaricides and fungicides alone and in combination, on papaya plants, cv. Sunrise Solo Improved Line 72/12, under field and summer conditions. The experiment were conducted in a private farm, located at São Mateus county, the most important papaya region in the State of Espírito Santo. The experiment, arranged in a randomized block design with four replications, were conducted. Each plot consisted of three plants. The products with their respective dose in a volume of 100 l H2O were:chlorothalonil (Daconil PM -200g); mancozeb (Dithane PM - 200g); Cupric oxychloride (Reconil - 400g); thiabendazole (Tecto 45 - 100ml).; dicofol + tetradifon (Carbax - 200ml); triazophós (Hostathion 400 BR - 150ml); fenbutatin oxide (Torque 500 SC - 60ml); and abamectin (Vertimec 18 CE - 50ml). Hostathion 400 BR was phytotoxic to adult papaya plants, mainly when associated with other chemical products.The fungicides Daconil BR, Reconil and Tecto 450; the fungicide-acaricide Dithane PM; the acaricides Carbax and Torque 500 SC; and the inseticide-acaricide Vertimec 18 CE, applied lonely, did not affect plant growth and production, and did not cause leaf and burns injury. These association of fungicides and fungicide-acaricide, with each other acaricides or inseticide-acarice, showed neither phytotoxic reactions, growth pattern alterations nor leaf injury and burning.

Descrição

Palavras-chave

papaya, phytotoxic effects, pesticide products, Mamão, defensivos, produtos fitossanitários

Como citar

Revista Brasileira de Fruticultura. Sociedade Brasileira de Fruticultura, v. 23, n. 2, p. 315-319, 2001.