Análise estatística da precipitação relacionada à ocorrência de movimentos de massa em Cubatão - SP

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2018-09-20

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

No Brasil e no mundo, estudos de correlação entre precipitação e movimentos de massa feitos nas últimas décadas estabeleceram os denominados Coeficientes de Alerta Meteorológicos, que têm se mostrado uma ferramenta bastante útil para aplicação das medidas preventivas do Plano Preventivo da Defesa Civil para áreas de risco, especificamente na região da Serra do Mar Paulista. Embora seja notável a influência de chuvas de alta intensidade num curto período de tempo para deflagração destes movimentos de massa, existem casos que não seguem este mecanismo, o que acende a discussão em relação ao tempo de chuva antecedente que deve ser utilizado para fazer tais correlações. Especificamente em Cubatão, SP, o coeficiente de precipitação crítica (CPC) que é utilizado para o Sistema de Alerta considera que acumulados de 4 dias possuem maior correlação com ocorrência de acidentes, assim como é monitorada a precipitação acumulada em 3 dias maior de 80 mm para ativação das ações do alerta. Neste contexto, o objetivo principal da pesquisa foi analisar a influência da precipitação acumulada de períodos superiores a 30 dias antecedentes à ocorrência de eventos de movimentos de massa registrados pela Defesa Civil no município de Cubatão, SP, por meio de dados de precipitação obtidos pela aplicação do método ANOBES e levantamento de registros de deslizamentos e corrida de massa no município, de 2000 a 2013. Foram feitos testes estatísticos paramétrico e não-paramétrico para os valores acumulados de precipitação de 3, 30, 90 e 180 dias anteriores aos registros. Verificou-se que os valores da média/mediana de precipitação acumulada de 90 e 180 dias anteriores ao evento são significativamente maiores do que os mesmos acumulados dos eventos em que não se teve registros de acidentes. Em contrapartida, para os acumulados de 3 dias e 30 dias, foi constatado que as médias das amostras podem ser consideras as iguais, ou seja, não existe diferença significativa entre estes acumulados para casos de ocorrência de acidentes. Conclui-se que é necessário levar em consideração acumulados de 90 e 180 dias para um melhor refinamento de elaboração de coeficientes de correlação e, consequentemente, de Planos Preventivos.
In Brazil and in the world, correlation studies between precipitation and mass movements made in the last decades established the so-called Meteorological Alert Coefficients, which have proved to be a very useful tool for the application of the preventive measures of the Civil Defense Preventive Plan for risk areas, specifically in the region of Serra do Mar in São Paulo state. Although the influence of high intensity rains in a short period of time to trigger these mass movements is notable, there are cases that do not follow this mechanism, which ignites the discussion regarding the antecedent rainfall time that should be used to make such correlations. Specifically in Cubatão, São Paulo state, the critical precipitation coefficient (CPC) that is used for the Alert System considers that accumulated 4 days have a higher correlation with the occurrence of accidents, as well as the cumulative precipitation in 3 days greater than 80 mm to activate alert actions. In this context, the main objective of the research was to analyze the influence of the cumulative precipitation of periods superior to 30 days antecedent to the occurrence of events of mass movements registered by the Civil Defense in the municipality of Cubatão, through precipitation data obtained by the application of the ANOBES method and survey of landslides and mass race in the municipality, from 2000 to 2013. Parametric and non-parametric statistical tests were performed for cumulative values of precipitation of 3, 30, 90 and 180 days prior to records. It was verified that the average / median values of accumulated precipitation of 90 and 180 days prior to the event are significantly higher than the same accumulated of the events in which there were no records of accidents. On the other hand, for the 3-day and 30-day accumulations, it was found that the means of the samples can be considered the same, that is, there is no significant difference between these accumulations in cases of accidents. It is concluded that it is necessary to take into account accumulations of 90 and 180 days for a better refinement of elaboration of correlation coefficients and, consequently, of Preventive Plans.

Descrição

Palavras-chave

Movimentos de massa, Precipitação antecedente, Cubatão, Plano Preventivo da Defesa Civil, Mass movements, Precipitation antecedent, Civil Defense Preventive Plan

Como citar