Avaliação do atendimento e acompanhamento em cinco serviços ambulatoriais de hepatite C do Estado de São Paulo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-02-18

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: O Brasil é classificado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como um país de endemicidade intermediária para o vírus da hepatite C (VHC). Para alcançar melhorias nos serviços de acompanhamento e atendimento pela Equipe Multidisciplinar é necessário cada vez mais o aprimoramento e eficácia nas condutas terapêuticas. Objetivos: Avaliar e comparar o atendimento multidisciplinar de 5 ambulatórios de Hepatite C do Estado de São Paulo; Avaliar o grau de satisfação dos pacientes quanto à qualidade do atendimento recebido por uma equipe multidisciplinar; Descrever o grau de dificuldade no acompanhamento do tratamento dos portadores de hepatite C; Relacionar e comparar a qualidade de atendimento entre os 5 ambulatórios, descrevendo as diferenças entre ambos. Método: estudo transversal, realizado por meio de aplicação de questionário semiestruturado a 425 pacientes dos Ambulatórios, UNESP/HCFMB; UNIFESP/EPM; USP/FMRP; FAMERP/S.J.RIO PRETO e SANTOS CRAIDES. Este trabalho foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa número 1.850.408. Resultados: na avaliação do acompanhamento e atendimento dos serviços ambulatoriais nos diversos centros observaram-se diferenças estatisticamente significantes. A avaliação direta e indireta do atendimento médico e do atendimento de enfermagem foi classificada como boa e ótima, respectivamente. No entanto, os pacientes relataram não sentir diferenças no atendimento de cada profissional. Conclusão: Os resultados desta pesquisa apontam a necessidade de uma Padronização e Universalização dos Parâmetros Multidisciplinar nos diversos Ambulatórios. Também, sugerem que, apesar da grande importância do tema, na prática, ainda os usuários demonstraram o desconhecimento da existência da equipe multiprofissional durante o seu tratamento. Entretanto, classificam que a equipe médica e de enfermagem durante o acompanhamento e atendimento ambulatorial como boa e ótima. Assim, os resultados apontam a necessidade de que a gerência dos ambulatórios intensifique a informação aos pacientes sobre a existência e importância do papel da equipe multiprofissional.
Introduction: According with World Health Organization (WHO), Brazil is classified as a country with intermediary endemicity for the hepatitis C virus. In order to improve monitoring and follow-up services by the Multidisciplinary Group it is necessary to improve efficacy on the therapeutic conduct. Objetivos: Evaluate and compare the Multidisciplinary care among ambulatories of Hepatitis C of the State of Sao Paulo, regarding satisfaction monitoring and follow-up services provided by the ambulatories. Methodology: cross-sectional study, conducted by applying a half structuralized questionnaire to 425 patients of the following ambulatories:, CRAIDES/SANTOS; UNIFESP; FAMERP; USPFMRP and HCFMB. Approved by the Ethics in Research Committee. Results: In the evaluation of the follow-up and care of the ambulatorial`s services in the various centers, significant statistical differences were observed. The direct and indirect evaluation of the medical care and nursing care was classified as good and excellent, respectively. However, patients reported no differences in care from one professional to another. Conclusion: The results of this research suggest that, despite the great importance of the theme, in practice, users still demonstrated the lack of knowledge of the multiprofessional team during their treatment. However, they rate the medical and nursing staff during follow-up and outpatient care as good and great. Thus, the results indicate the need for those responsible for outpatient clinics to intensify to patients the existence and importance of the role of the multidisciplinary team.

Descrição

Palavras-chave

Equipe Multidisciplinar, Hepatite C, Qualidade de Atendimento, Multidisciplinary group, Hepatitis C, Quality medical care

Como citar