A homotextualidade em “El color del verano”, de Reinaldo Arenas, ou quando o desejo assume corpo no texto

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-07-29

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Dentro da área de concentração “Literatura e Vida Social”, sob o prisma da linha de pesquisa “Poéticas do texto literário: cultura e representação (PTL)”, pretende este trabalho, antes, tomando-se como base o romance póstumo El color del verano (1991), do escritor cubano exilado Reinaldo Arenas (1943-1990), analisar a(s) construção(ões) identitária(s) homoerótica(s) masculina(s). Partimos, para tanto, nesse percurso, de teóricos como Jacob Stockinger (1978) e David William Foster (2000), dentre outros, cujos textos apontam na direção de uma ars poetica homotextual consciente, sobretudo, a partir da segunda metade do século XX, diferente do pensamento de muitos para os quais se trata tão somente de um leitmotiv e esteja mais para o conteúdo e menos para a forma. A pesquisa, por fim, não deixa de vislumbrar, outrossim, os mecanismos narrativos que estruturam a referida obra do autor holguineiro, dentre eles, destacamos a intertextualidade, isto é, o diálogo com outros textos e autores alheios, a intratextualidade, ou seja, o diálogo constante consigo mesmo e com seus próprios textos bem como, também, por derradeiro, a extratextualidade, isto é, o diálogo constante e as referências, dentro do texto, à cultura e história cubanas e latinoamericanas
In the area of concentration “Literature and Social Life”, under the aspect of the line of search “Poetics of the literary text: culture and representation (PLT)”, intends this work, before, having as a base the posthumous novel El color del verano (1991), by the exilian cuban writer Reinaldo Arenas (1943-1990), to analyze the male homoerotic identity construction. We started, therefore, in this trajectory, of theorists as Jacob Stockinger (1978) and David William Foster (2000), among others, which texts point to the direction of a conscious homotextual ars poetica, specially, from the second half of the twentieth century, against of the thoughts of many people who things this is just a leitmovit and is more to the content than to the form. So, this search discerns indistinctly, besides, the narrative mechanisms which structure this narrated work of the holguinerian author, among them, we detach the intertextuality, that is, the dialogue with other foreign texts and authors, the intratextuality, that is, the constant dialogue with themselves and with their own texts, as well as conclusive, the extratextuality, that is, the constant dialogue and the references, inside the text, to the culture and Cuban and Latin-American history.

Descrição

Palavras-chave

Literatura cubana, Contemporary cuban literature, Reinaldo Arenas

Como citar

MACIEL, Márcio Antonio de Souza. A homotextualidade em “El color del verano”, de Reinaldo Arenas, ou quando o desejo assume corpo no texto. 2011. 199 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 2011.