Utilizando a planilha eletrônica na prática educativa de matemática

Nenhuma Miniatura disponível

Data

2003

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Resumo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Introdução: A informatização pedagógica das escolas públicas, em implantação por parte do governo federal, com o Proinfo e outros projetos de informatização pelos estados, criou a necessidade de formação, em exercício, de enorme quantidade de professores, para o uso pedagógico do computador. A utilização de ambientes virtuais, na Internet, para colaboração e ensino a distância, pode ser importante auxiliar nessa formação. As redes de computadores oferecem grandes oportunidades para os grupos se comunicarem e novas formas de apoio às experiências educacionais de ensino à distância. Por outro lado, a importância do uso dos computadores no ensino e aprendizagem de matemática vem sendo confirmada através dos resultados de pesquisas realizadas nas ultimas décadas e dentre os diferentes usos do computador na educação, experiências demonstram que a planilha de cálculo pode promover um rico ambiente para investigações, explorações e atividades de resolução de problemas. Objetivos: elaborar, implementar e avaliar um curso de formação a distância, via Internet, para professores de matemática do ensino fundamental e médio da rede pública sobre o uso de Planilha de Cálculo aplicada à Educação Matemática. Analisar como o professor-aluno se apropria da tecnologia e aprende a usar pedagogicamente a planilha de cálculo. Métodos: utilizou-se o ambiente de EAD denominado VirtualCurso, desenvolvido pelo Laboratório de Tecnologia da Informação Aplicada (LTIA), do Dco-Unesp/Bauru. O curso foi divulgado através da lista de discussão dos professores multiplicadores do Proinfo. Na inscrição, o professor interessado preencheu um questionário que permitiu a seleção de 120 professores de matemática, dentre 300 inscritos, além de definir o perfil do professor participante. O curso foi composto por 4 módulos e os professores foram divididos em grupos de 6 elementos cada um. Os módulos permitiram ao professor-aluno realizar atividades propostas, individualmente, em 25 planilhas criadas por ele. O participante também criou e realizou atividades em planilhas que deixou disponíveis aos demais participantes na Vitrine do grupo. Além disso, discutiu artigos sobre informática na educação. As ferramentas disponíveis no ambiente para o intercâmbio entre os participantes e o coordenador do curso e os participantes entre si (“Fale com Coord”, “Fórum”, “Chat”, “Quadro de avisos”, “Vitrine”, “Suporte”, “Ajuda”, “Dados Pessoais”, “Links”, Upload/Download”, “News”, “Enviar-e-mail”, “Estatísticas”, etc.), forneceram inúmeros dados que foram analisados. Um questionário foi aplicado no final do curso para coletar informações sobre a experiência vivenciada pelos professores-alunos. Resultados: mudanças nas concepções dos professores sobre questões de ensino e aprendizagem, compartilhamento de informações e construção de conhecimentos computacionais, matemáticos e pedagógicos ao longo do processo.

Descrição

Palavras-chave

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados

Financiadores