Anticorpos em bovinos (Bos indicus e Bos taurus) e bubalinos (Bubalus bubalis) inoculados com oocistos de Toxoplasma gondii. Estudo comparativo

Nenhuma Miniatura disponível

Data

2000-08-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Escola de Veterinária

Resumo

Três animais de cada espécie (Bos indicus, Bos taurus e Bubalus bubalis) foram inoculados, via oral, com 2×10(5) oocistos de Toxoplasma gondii. Seis outros animais, dois de cada espécie, foram mantidos como testemunhas. A resposta de anticorpos avaliada por meio da reação de imunofluorescência indireta iniciou-se a partir do quinto dia pós-inoculação (DPI) nos zebuínos e bubalinos, e no sétimo DPI nos taurinos. Os títulos sorológicos nos taurinos permaneceram elevados até o final do experimento (70º DPI), alcançando níveis máximos (1:16.384) entre o 42º e 49º DPI. Nos zebuínos e bubalinos o maior título de anticorpos anti-Toxoplasma foi de 1:256. A resposta de anticorpos mais ou menos acentuada não está necessariamente relacionada à sensibilidade ao T. gondii.
Three animals of each species (Bos indicus, Bos taurus and Bubalus bubalis) were oral inoculated with 2.0×10(5) sporulated Toxoplasma gondii oocysts. Six other animals, two of each species, were kept as control. The antibody response by indirect fluorescent antibody test begun on day fifth after inoculation in B. indicus and B. bubalis and on day seventh after inoculation in B. taurus. The serological titles maintained high up to the final of the experiment on day 70th after inoculation in B. taurus and reached the maximum levels (1:16,384) between the 42nd and 49th day after inoculation. In zebu and buffalo, the highest title of anti-Toxoplasma was 1:256. Higher or lower antibody response is not related to T. gondii sensitivity.

Descrição

Palavras-chave

Bovino, bubalino, Toxoplasma gondii, anticorpo, Cattle, bufallo, Toxoplasma gondii, indirect fluorescent

Como citar

Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia. Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária, v. 52, n. 4, p. 331-336, 2000.

Coleções