Laboratório de intervenção urbana: violência contra menores e adolescentes em Araraquara, um estudo piloto

Imagem de Miniatura

Data

2005

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introdução: O aumento da violência nas cidades do interior do Estado de São Paulo tem sido significativo e os governos municipais e instituições tem tido dificuldade em implementar políticas e programas de combate a este fenômeno, em parte, devido às deficiências de informação. Objetivos: O objetivo central do projeto foi diagnosticar, através das ocorrências registradas sobre casos de violência contra crianças e adolescentes, os territórios que detinha o maior índice desse tipo de violência no município de Araraquara. A escolha desse município se deveu ao fato de ser uma cidade localizada na região central do estado de São Paulo, com uma população de aproximadamente 200.000 habitantes que, apesar de um baixo índice de exclusão territorial, tem apresentado casos de violência contra crianças e adolescentes. Métodos: Realizamos um amplo levantamento de dados sobre a violência nos Boletins de Ocorrência e nos Boletins de Atendimento, procurando sistematizar as informações obtidas de forma a termos um diagnóstico social e espacial destas ocorrências no município de Araraquara. A construção de um banco de dados possibilitou inserir estes eventos na malha urbana digitalizada de Araraquara, permitindo uma avaliação mais adequada do tipo de violência contra crianças e adolescentes e das instituições de atendimento. Resultados: Este amplo diagnóstico deve possibilitar a formulação mais adequada de políticas públicas de atendimento ao menor e ao adolescente visando o controle e a diminuição da violência, permitindo ainda uma melhor gestão das instituições decisórias municipais, no que diz respeito a recursos, pessoal, programas e atendimento, bem como a avaliação e acompanhamento das políticas implementadas.

Descrição

Palavras-chave

Como citar

CONGRESSO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, 3., 2005, Águas de Lindólia. Anais... São paulo: PROEX; UNESP, 2005. p. 038