CLONAGEM do JAMBEIRO-ROSA (Syzygium malacensis) POR ESTAQUIA DE RAMOS ENFOLHADOS

Imagem de Miniatura

Data

2001-08-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Fruticultura

Resumo

O jambeiro-rosa é uma fruteira exótica que representa uma alternativa aos fruticultores, devido às características organolépticas de seus frutos. em virtude da segregação genética e ausência de sementes em vários clones, procurou-se, neste trabalho, estudar a propagação vegetativa, utilizando-se de estacas com folhas e a influência do tratamento com AIB. O trabalho foi realizado na Área experimental de fruticultura da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias -- UNESP, Câmpus de Jaboticabal, São Paulo, no período de outubro de 1998 a março de 1999, tendo como objetivo avaliar a capacidade de enraizamento de estacas com folhas apicais e subapicais de jambeiro-rosa com a utilização de diferentes concentrações de ácido indolbutírico (AIB). O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em um esquema fatorial 2 x 4 (2 tipos de estacas e 4 concentrações de AIB), com 4 repetições e 10 estacas por parcela, num total de 320 estacas. As concentrações de AIB utilizadas foram: 0; 100; 200 e 400 mg.L-1, e as estacas foram colocadas em imersão lenta por 14 horas, no escuro. Foram avaliados os percentuais de sobrevivência das estacas e enraizamento das estacas, número médio de raízes e brotos por estaca, e comprimento médio dos brotos. Observou-se que o jambeiro-rosa pode ser propagado por estacas com folhas apicais sem a utilização de AIB.
The exotic Syzygium malacensis is a potential alternative for fruit growers due to its fruits characteristics. Using apical and sub apical leaved cuttings, this paper intended to study their vegetative propagation and the IBA influence over them for there are many seedless clones and genetic segregation. The work has been done in the experimental area of fruit growing of Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias -- UNESP, Jaboticabal Campus, São Paulo, within the period of October 1998 and march 1999, aiming to evaluate the rooting capability of apical and sub apical leaved cuttings, using different concentrations of indolbutiric acid IBA. The experimental delineation used was the one fully casual and the analysis suggested the factorial scheme 2 x 4 (2 types of cuttings and 4 IAB concentrations) with 4 repetitions and 10 cuttings per parcel, in a total of 320 cuttings. The IBA used concentrations were: 0, 100, 200 and 400 mg.L-1 and the cuttings were placed in slow immersion for 14 hours, in the dark. The analysis were made for: cuttings survival percentage, cuttings rooting percentage, average number per cutting, root average length, bud average length, bud average number per cuttings. According to the analysis, it can be inferred that the Syzygium malacensis can be produced through apical leaved cutting without the usage of IBA.

Descrição

Palavras-chave

enraizamento, AIB, rooting

Como citar

Revista Brasileira de Fruticultura. Sociedade Brasileira de Fruticultura, v. 23, n. 2, p. 365-368, 2001.