Análise epidemiológica do suicídio em duas regiões do estado de São Paulo entre 2004 e 2008

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

Suicide is a public health problem which has increased in recent decades. Survey studies are important to point out areas where this phenomenon occurs more frequently in order to develop prevention programs. Th is study aims to contribute to this fi eld a survey of suicide profiles between the years 2004 to 2008 in two cities in the interior. The results show correlation with the literature on gender, since males are presented in greater numbers, and on method, hanging being the most widely used in both sexes. The average estimate of suicide per 100 thousand inhabitants in the two regions was 5.4, similar to that found in the literature. It discusses the need for more research and greater attention by health professionals in drawing a profile of these subjects.

Resumo (português)

O suicídio é um problema de saúde pública, o qual vem aumentando nas últimas décadas. Estudos de levantamento são importantes no sentido de apontar regiões em que esse fenômeno ocorre com maior frequência a fim de desenvolver programas preventivos. Assim, este estudo visa a contribuir para este campo, mediante o levantamento de perfis de suicidas entre os anos de 2004 a 2008 em duas cidades interioranas. Os resultados mostraram convergência com a literatura em relação a sexo, uma vez que o sexo masculino se apresentou em maior número, e quanto ao método, o enforcamento sendo o mais utilizado em ambos os sexos. A estimativa média de suicídio por 100 mil habitantes/ano nas duas regiões foi de 5,4, similar ao encontrado na literatura. Discute-se sobre a necessidade de realização de mais pesquisas, com maior atenção por parte dos profissionais da saúde em traçar um perfil destes sujeitos.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Psicologia em Pesquisa, v. 6, n. 1, p. 2-12, 2012.

Itens relacionados