Estudo da organização intratópica e das relações retóricas em minissagas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-11-10

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Com base no quadro teórico da Gramática Textual-Interativa (JUBRAN; KOCH, 2006; JUBRAN, 2007) e no quadro da Teoria da Estrutura Retórica (MANN; THOMPSON, 1988), o objetivo desta tese é analisar o gênero textual minissagas no que se refere à estruturação interna de seus segmentos tópicos mínimos (SegTs mínimos) e às relações retóricas estabelecidas entre as unidades intratópicas que compõem esse gênero. Minissagas são textos compostos por exatamente 50 palavras, com o adicional do título, que pode conter até 15. O universo de investigação é constituído por exemplares extraídos de duas coletâneas, a saber: ALDISS (1997) e ALDISS (2001). O trabalho segue a hipótese, formulada em Penhavel (2010), de que cada gênero textual apresentaria uma regra geral de estruturação interna de SegTs mínimos (organização intratópica). Nossa análise apurou que as minissagas, de fato, seguem um padrão de organização intratópica. Identificamos cinco unidades diferentes que se combinam: Apresentação; Contra-Apresentação; Reiteração da Apresentação; Reiteração da Contra-Apresentação; Contrarreiteração. Em cada minissaga, constatamos a presença de três das unidades supracitadas, o que nos permitiu sintetizar o processo de estruturação desse gênero em três esquemas, a saber: 1) Apresentação – Contra-apresentação – Reiteração da Apresentação; 2) Apresentação – Contra-apresentação – Reiteração da Contra-Apresentação; 3) Apresentação – Reiteração – Contrarreiteração. Assumindo essas unidades intratópicas como unidades de análise, submetemos as amostras ao aparato teórico fornecido pela Teoria da Estrutura Retórica, com o intuito de levantarmos as relações retóricas exibidas pelas unidades intratópicas. A esse respeito, a análise de dados não revelou maiores regularidades em termos de encadeamentos de relações retóricas, considerando as sequências de três relações, manifestadas pelas três unidades intratópicas encadeadas em cada minissaga. Já quando se observam as relações retóricas das unidades intratópicas tomando as unidades umas independentemente das outras (sem se levar em conta o bloco de três unidades encadeadas), podem ser identificadas algumas correlações mais sistemáticas entre unidade intratópica e relação retórica, como a unidade de Apresentação desempenhando a relação de fundo, e as unidades de Contrarreiteração, Reiteração da Apresentação e Reiteração da Contra-Apresentação figurando como desfecho da minissaga e desempenhando a relação de concessão e de resultado em significativo número de amostras. Com base nas análises tópica e retórica, interpretamos que as minissagas caracterizam-se por um tópico discursivo global bipartido, constituído por dois elementos temáticos que estabelecem entre si uma relação de oposição e antagonismo. Os textos contêm, então, uma parte para cada um desses elementos e uma terceira parte que reitera uma das outras duas partes. A alta ocorrência da relação de concessão, que expressa uma quebra de expectativa, é particularmente significativa nesse contexto: a construção de uma situação conflituosa com desfecho surpreendente, típica das minissagas, se mostra materializada no texto por meio da construção tópica bipartida permeada por relações retóricas que indicam quebra de expectativa. Constatamos, portanto, que as duas teorias adotadas se complementaram para os objetivos de nosso trabalho e, juntas, forneceram um aparato teórico apropriado para a análise textual.
Based on the theoretical framework of Textual-Interactive Grammar (JUBRAN; KOCH, 2006; JUBRAN, 2007), the aim of this thesis is to analyse the mini saga textual genre concerning the internal structuring of its topical segments, henceforth SegTs, and the rhetorical relations established among the intratopical units that constitute this genre. Mini sagas are texts composed by exactly fifty words, with the addition of the title, which can contain up to fifteen words. The investigation universe is constituted by samples extracted from two collections, which are: ALDISS (1997) and ALDISS (2001). Penhavel (2010) formulates the hypothesis that each textual genre would present an internal structuring general rule of minimal SegTs (intratopical structuring). Our analysis verified that the mini sagas, in fact, follow a pattern of intratopical organization. We identified five different units that combine with each other: presentation, conter-presentation, reiteration of presentation, reiteration of conter-presentation and counter-reiteration. In each mini saga we verified the presence of three of the abovementioned units, what allowed us to synthesize the structuring process of this genre into three schemas: 1) Presentation – Counter-presentation – Reiteration of Presentation; 2) Presentation – Couter-presentation – Reiteration of Counter-reiteration; 3) Presentation – Reiteration – Counter-reiteration. Assuming these intratopical units as analytical units, we submitted the samples to the framework provided by the Rhetorical Structure Theory intending to raise the rhetorical relations that emerge from the combination of these units. The rhetorical analysis did not reveal a combination of relations able to provide a rule of systematization similar to the one obtained from the topical analysis, that is, the diversity of rhetorical schemas revealed from the analyses did not allow us to characterize the genre in the same way the topical relation provided us. The topical regularities, however, indicated relative rhetorical regularities considering the relations each intratopical unit perform in a certain position in the mini saga, as the presentation unit performing the background relation and the counter-reiteration, reiteration of the presentation and reiteration of the counter-presentation figuring like the denouement of the mini saga and performing the concession and the result in a significative number of samples. In the end we could verify that the topical constitution of mini sagas is characterized by a global discurse topic bipartite, constituted by two parts, which establish between each other an oppositive and antagonistic relation and another unit that confirms or reiterates one of these parts. The high occurrence of the concession relation, which expresses a violated expectation, complements the findings raised from the topical analysis: the constitution of a conflicted situation with a surprising denouement is materialized in the text by a bipartite topical constitution permeated by rhetorical relations that indicate a violated expectation. We verified, therefore, that both adopted theories complement each other for the aims of our work and, combined, provided a consistent framework for textual analysis.

Descrição

Palavras-chave

Gramática textual-interativa, Minissaga, Segmento tópico mínimo, Relações retóricas, Teoria da estrutura retórica, Textual-interactive grammar, Mini saga, Minimal topical segment, Rhetorical relations, Rhetorical-structure theory

Como citar