Centro de Saúde Escola: 27 anos de atenção primária à saúde

Nenhuma Miniatura disponível

Data

2001

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O Centro de Saúde Escola da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP (CSE) foi criado, em 1972, através de convênio entre a Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu (FCMBB) e a Secretaria de Estado da Saúde (SES). Formulado, pelo Depto de Saúde Pública, como uma unidade de integração docente-assistencial com papel suplementar de desenvolvimento de investigação sobre modelos experimentais de organização de serviços de saúde. Desde seu início, cumpriu este papel tendo desenvolvido modelo bastante inovador de organização de serviços, conhecido como modelo da programação em saúde. Esta concepção caracterizava-se pela ampliação e diversificação da assistência médica individual na rede de Centros de Saúde, no interior da qual, até então, a prática clínica restringia-se a uma organização vertical e dirigida a doenças específicas. Adotada de modo extensivo, à partir de 1975, pela própria SES tal modelo foi estruturado em toda rede estadual de centros de saúde. Desde então, o Centro de Saúde Escola tem atualizado seu papel de serviço experimental de saúde dentro da tecnologia de Atenção Primária à Saúde. Atualmente conta com duas unidades básicas de saúde que, através de dois convênios (UNESP / e SES e UNESP / Prefeitura Municipal de Botucatu), prestam assistência à 30% da população do município, estando, assim, integrada ao Sistema Único de Saúde (SUS). A implementação do SUS tem colocado como desafio cumprir seus pressupostos ético-políticos de universalidade e equidade e seus princípios técnicos de integralidade e regionalização da assistência e participação da comunidade. O Centro de Saúde Escola, desde sua instalação, tem como missão a operacionalização destes princípios. Dentro deste cenário, isto tem lhe dado a possibilidade de produzir e investigar processos mais duradouros de intervenção em saúde. Em linhas gerais, o CSE tem buscado cumprir três objetivos principais: 1. Prestar assistência integral à saúde da criança, mulher e adulto. Em caráter complementar desenvolve atividades e ações voltadas para: Saúde Mental; Oftalmologia Sanitária; Atenção à Saúde no Envelhecimento; Atenção à Saúde na Adolescência; Controle da Tuberculose; Dermatologia Sanitária; Atenção à Saúde do Trabalhador; Fonoaudiologia; Controle de doenças crônico-degenerativas (Hipertensão Arterial, Diabetes Mellitus, Obesidade e Dislipidemia); Terapia Ocupacional e Acupuntura. 2. Possibilitar campo de ensino e educação continuada em Atenção Primária à Saúde e Saúde Coletiva para profissionais de saúde (de nível médio e superior) e alunos de graduação e pós-graduação. 3. Possibilitar campo para investigações em Ciências da Saúde que busquem melhorar a qualidade de vida e saúde de grupos populacionais e usuários dos serviços de saúde. Destes objetivos pode-se afirmar que a instituição tem larga experiência em prestação de serviço, ensino e investigação, em que pese as duas primeiras serem as atividades predominantes da instituição. Desde sua instalação a direção do CSE tem sido feita pelo Depto de Saúde Pública, contando desde sua formulação com a participação de outros departamentos da Faculdade de Medicina. Atualmente o CSE tem 80 funcionários técnico-administrativos e conta com a participação de docentes dos Depto de Saúde Pública, Pediatria, Enfermagem e Psiquiatria e Neurologia em suas atividades regulares. O que tem motivado tais agentes à desenvolverem atividades no CSE tem sido a possibilidade de buscar ações e atividades mais junto a família e a comunidade. Nesta conjuntura de crise de paradigmas e de enfraquecimento do papel do Estado enquanto promotor de políticas sociais, o CSE tem como resultado mais concreto à comunidade e, à própria Universidade, o desenvolvimento de experiência de atenção à saúde orientada pelo princípio da saúde como direito social e da responsabilidade pública.

Descrição

Palavras-chave

Como citar