Atividade de extratos vegetais e seus derivados sobre o crescimento do fungo simbionte de Atta sexdens L. e outros microrganismos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2003

Orientador

Pagnocca, Fernando Carlos

Coorientador

Pós-graduação

Ciências Biológicas (Microbiologia Aplicada) - IBRC

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Esse trabalho dá continuidade a um estudo que vem sendo desenvolvido há alguns anos pelo grupo Temático Plantas tóxicas, formigas cortadeiras e microrganismos associados. A pesquisa está voltada para o estudo de plantas potencialmente tóxicas para o controle de formigas-cortadeiras, seja por ação direta sobre os insetos, seja por inibição de seu fungo simbionte. Para tanto, extratos brutos, frações e substâncias puras foram incorporados ao meio de cultura e o crescimento do fungo simbionte foi comparado com um controle. Os melhores resultados foram obtidos com os seguintes compostos : policetídeos provenientes do extrato diclorometânico de Cedrela fissilis (raiz), ácidos palmítico e oleico provenientes de uma fração do extrato hexânico (frutos) de Trichilia sp., furanocumarinas obtidas dos extratos hexânico e diclorometânico (pecíolo) de Conchocarpus longifolius, siringaldeído e ácido vanílico obtidos do extrato bruto diclorometânico (caule) de Pilocarpus grandiflorus, dictamina, isopimpinelina e esquimianina obtidas do extrato metanólico (raiz) de Adiscantus fusciflorus, xantoxiletina e a suberosina isoladas do extrato diclorometânico (raiz) de Citrus limoneae. Extratos brutos hexânico e diclorometânico (galhos) da espécie Protium heptaphyllum apresentaram um alto potencial de inibição, bem como algumas frações resultantes, mas as substâncias puras ativas ainda não foram isoladas. A atividade dos extratos vegetais e seus derivados sobre outros microrganismos também foi determinada. Os testes foram realizados pelo método de difusão em ágar e pela determinação da concentração inibitória mínima (CIM). Embora a maioria dos extratos e/ou derivados das plantas tenham inibido pelo menos um dos microrganismos testados, essa inibição sempre foi fraca ou moderada e restrita apenas as bactérias Gram-positivas...

Resumo (inglês)

This work is an ongoing study that has been continuing for some years, on the subject Toxic plants, leaf-cutting ants and associated microorganisms. The research is on the effect of potentially toxic plants (and its derivates) for the control of the leaf-cutting ants as a direct action against the insect, or as an inhibitor of the symbiotic fungus. For this objective the crude plant extract, fractions and pure substances were added to the medium cultures of the symbiotic fungus and compared to a control. The best results were obtained with the following compounds: polyketides present in dichloromethane extract of Cedrela fissilis (roots), the palmitic and oleic acid isolated from a fraction of hexane extract (fruits) of Trichilia sp., furanocoumarins obtained from hexane and dichloromethane (twigs) of Conchocarpus longifolius, syringaldehyde and vanillic acid isolated from crude extract dichloromethane (stem) of Pilocarpus grandiflorus, dictamine, isopimpinellin and skimmianine obtained from methanol extract (roots) of Adiscanthus fusciflorus, xanthoxyletin and suberosin isolated from dichloromethane extract (roots) of Citrus limonea. Crude extract hexane and dichloromethane (branches) of the specie Protium heptaphyllum presented a high potential of inhibition as well as some resulting fractions but the active pure substances were still not isolated. The activity of vegetable extracts and their derivates also was determined on other microorganisms. Tests were done by the disk diffusion method and the minimum inhibitory concentration (MIC) was determined for some pure substances. Although the majoritary of the extracts and/or derivates of the plants had a minimal inhibitory effect on the microorganisms tested, the level of inhibition was low to moderate and was restricted almost exclusively to the Gram-positive bacteria...(Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

GODOY, Marizete de Fátima Pimentel. Atividade de extratos vegetais e seus derivados sobre o crescimento do fungo simbionte de Atta sexdens L. e outros microrganismos. 2003. 101 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2003.

Financiadores