A percepção do tempo em Husserl

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

1990-01-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp), Departamento de Filosofia

Resumo

Apresentamos uma breve reconstrução das duas primeiras seções de Vorlensungen zur Phänomenologie des inneren Zeitbewusstseins, de Edmund Husserl, em que analisamos a maneira pela qual ele desenvolve uma teoria transcendental do tempo, trazendo-a para o campo de seu método fenomenológico. A partir de uma reavaliação do significado de percepção do tempo, ele oferece critérios que, a nosso ver, seriam capazes de dar conta de uma das características mais discutidas do tempo, sua assimetria ou unidirecionalidade. Discutimos também as principais dificuldades enfrentadas por este projeto.
A brief reconstruction of the first two sections of Edmund Husserl's Vorlensungen zur Phänomenologie des inneren Zeitbewusstseins is done, showing how, making use of the phenomenological method, the author develops his transcendental theory of time. A revaluation of the meaning of perception of time allows him to establish the basis which are, in our perspective, able to give an account of one of the most debatable questions about time, its asymmetry or unidirectionality. We furthermore discuss the main difficulties that affect Husserl in this project.
Time
perception
phenomenology
conscience

Descrição

Palavras-chave

Tempo, percepção, fenomenologia, consciência

Como citar

Trans/Form/Ação. Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia , v. 13, p. 73-83, 1990.