A intolerável tolerância da era moderna

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

1991

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

As teses de Foucatdt sobre a constituição do dispositivo da sexualidade encontram- se referenciadas em uma dupla crítica — histórica e metodológica — à hipótese repressiva da sexualidade. Trata-se de uma concepção positiva de poder que pretende dissociar dominação e repressão. A partir das idéias de Foucault sobre sexualidade e poder, o artigo procura estabelecer um contraponto entre suas concepções easde diferentes autores do campo marxista, como Marcuse e Adorno (identificados com a Escola de Frankfurt) e Pier Paolo Pasotini. Argumentase que as contribuições destes últimos parecem se inscrever em um registro que difere das teses foucaultianas acerca da produtividade do poder e, ao mesmo tempo, supera os limites impostos pela hipótese repressiva.
The theses of Foucault on the constitution of the device of sexuality are based on a twofold critique — historic and methodologic — on the repressive hipothesis of sexuality. It is a positive conception of power that intends to dissociate domination and repression. From Foucault's ideas on sexuality and power, the present article tries to establish a comparison between his conception and those of afferent marxist authors like Marcuse, Adorno (who are indentifted which the Frankfurt School) and Pier Paolo Pasolini. We maintain that the contributions of these authors are of a different nature from that of Foucaults theses on productivity and power and, at the same time, overcome the limits set up by the repressive hypothesis.

Descrição

Palavras-chave

Dispositivo da sexualidade, hipótese repressiva, ciência e ideologia, verdade e poder, falsa tolerância, narcisismo, subjetividade moderna

Como citar

Perspectivas: Revista de Ciências Sociais, v. 14, 1991.