As trímeras de Riobaldo: a constituição de uma personagem como narrador

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-08-17

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Neste trabalho, propomo-nos a analisar a concepção de Riobaldo como narrador, visto que, como personagem, ele necessita, por meio do relato, expressar suas memórias, a fim de amenizar as culpas que traz arraigadas em si. Ao contar as experiências vividas no tempo de jagunço, Riobaldo destaca alguns acontecimentos relevantes – os amores, as guerras e o embate maniqueísta – que o constituíram e o fizeram refletir acerca da condição humana. Durante esse processo de apreensão, Riobaldo revive os fatos a fim de compreendê-los e de captar, nos detalhes antes não percebidos, os lapsos que o transformaram em um velho barranqueiro permeado de dúvidas. Dentre os eventos mencionados, as relações amorosas se sobressaem, uma vez que o amor carnal existente no cetim do pêlo de Nhorinhá contrapõe-se ao amor espiritual por Otacília, que, por sua vez, esbarra no misterioso e proibido sentimento nutrido por Diadorim, misto de ternura e repulsa, que porta em si todos os quereres inimagináveis, mas que, por afronta do destino, depara-se com a impossibilidade de uma relação que não seja a movida pela vingança. A tríade Nhorinhá, Otacília e Diadorim também será analisada, uma vez que elas influenciam as atitudes do jagunço, enquanto personagem, e, concomitantemente, modificam o narrador, em que Riobaldo se transformará. Embora, o velho jagunço reviva a trajetória de sua juventude, ele não consegue libertar-se das culpas que carrega, pois não é possível vivenciar a relação amorosa nutrida por Diadorim, assim como não pode devolver a vida ao amado. Diadorim passa, então, a existir apenas na memória do velho jagunço; e para revivê-lo, Riobaldo narra às recordações do amigo, lembranças, essas...
In this study, we aim at investigating how Riobaldo is conceived as a narrator, since, as a character; he needs to express his memories in order to assuage the guilt that that he carries as a burden. In telling the experiences he had back when he was a jagunço (a sort of gunman, mostly hired by landowners), Riobaldo highlights some important events - the love affairs, fights he had and the Manichaean struggle – facts which composed his very being and made him reflect on the human condition. During this process, Riobaldo assesses these facts in order to understand them and to capture, in the details that were previously overseen, lapses that turned him into an old riverside dweller riddled with doubts. Among the events mentioned, loving relationships are evident, since the existing carnal love in cetim no pelo of Nhorinha opposes itself to the more spiritual love he found in Otacilia, who, in turn, comes across the mysterious and forbidden feeling nourished by Diadorim, a mix of tenderness and repulsion, which presents a certain unimaginable quality, nevertheless, by fate’s design, he finds himself faced with the impossibility of a relationship that is not driven by revenge. The triad Nhorinha, Otacilia and Diadorim will also be analyzed, since they influence the gunman’s attitudes as a character and, hence, change the narrator, which Riobaldo becomes afterwards. Although the old gunman relives the stories of his youth, he cannot free himself from the guilt he carries, since it is not possible to experience the loving relationship nurtured by Diadorim, neither can he bring him back to life. Diadorim then starts to exist only in memory of the old gunman, and to bring him back to life, Riobaldo narrates his memories, which bring into question the universe of the Sertão Mineiro. To this end, this study will be grounded... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Rosa,João Guimarães, 1908-1967 - Grande sertão: Veredas - Crítica e interpretação, Literatura brasileira - História e crítica, Ficção brasileira - História e crítica, Brazilian literature

Como citar

PEREIRA, Fernanda Perpétua. As trímeras de Riobaldo: a constituição de uma personagem como narrador. 2012. 118 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, 2012.