Estabilidade de cor de resinas compostas em função de composição e sistema de fotoativação: avaliação através de espectroscopia de reflectância

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006-02-14

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A estabilidade de cor de duas resinas compostas diferentes frente ao envelhecimento físico/químico foi avaliada, em função dos seguintes fatores: composição e tipo de luz fotoativadora. Para isso, foram confeccionados 15 corpos-de-prova para a resina Filtek Supreme, e 15 corpos-de-prova para a resina 4 Seasons. Ambos os materiais foram polimerizados com três fontes de luz diferentes: uma luz halógena, e dois sistemas LEDs. Tais corpos-de-prova foram submetidos ao envelhecimento artificial, inicialmente através de imersão em água destilada por 24 horas, e após esse período foram expostos à luz ultravioleta por 24 horas, em associação à imersão em água destilada. As mensurações de cor foram realizadas com o auxílio de um espectrofotômetro de reflectância e tais mensurações, através de uma fórmula matemática apropriada, permitiu que o total de alteração de cor (?E) fosse avaliado, para todas as variações, nos seguintes períodos de tempo: após imersão em água destilada (T1-T2) e após exposição à luz ultravioleta (T1-T3). Os resultados foram submetidos à Análise de Variância, sendo que através da mesma foi possível observar que: a resina composta Filtek Supreme apresentou média de alteração de cor (DE) estatisticamente maior que a resina composta 4 Seasons; o tipo de luz fotopolimerizadora (LED ou halógena) não determinou diferenças estatísticas na propriedade de estabilidade de cor para os materiais estudados. Ambos os materiais sofreram alteração de cor significativa, tanto estatística quanto visualmente, após o processo de envelhecimento artificial.
Color stability of two different composite resins after artificial aging was evaluated, against the following factors: composition and type of photo-activating light. Therefore, 15 specimens from Filtek Supreme composite resin and 15 specimens from 4 Seasons composite resin were prepared. Both materials were polymerized with three different light devices: one halogen light and two LEDs systems. These specimens were submitted to artificial aging, initially through immersion in distilled water for 24 hours and then through exposure to ultraviolet light for 24 hours, in association with immersion in distilled water. The color mensurations were accomplished by a reflectance spectrophotometer and these mensurations, through a proper mathematical formula, allowed that the total color alteration (?E) was evaluated, for each variation, at the following period of time: after distilled water immersion (T1-T2), and after ultraviolet light exposure (T1-T3). These results were analyzed by a analysis of variance, and through this analysis it was possible to notice that: Filtek Supreme composite resin presented color alteration average (?E) statistically higher than the 4 Seasons composite resin average; the type of photopolymerization light (LED or halogen) did not define any statistical differences on color stability for both studied materials. Both materials underwent significant color alteration, both statistical and visually alterations, after the artificial aging process.

Descrição

Palavras-chave

Resinas compostas, Estética - Odontologia, Composite resin, Esthetics - Dentistry

Como citar

JORGE, Juliana Ribeiro Pala. Estabilidade de cor de resinas compostas em função de composição e sistema de fotoativação: avaliação através de espectroscopia de reflectância. 2006. 83 p. Dissertação (Mestrado) Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia, 2006.