Interações do Lettuce mosaic vírus (LMV) x afídeos vetores nas regiões produtoras de alface (Lactuca sativa L.) do cinturão verde de São Paulo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006-05-24

Orientador

Pavan, Marcelo Agenor

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A alface é uma das hortaliças de maior importância no Brasil e o estado de São Paulo destaca-se como sendo o maior produtor, gerando uma renda anual de cerca de 40 milhões de reais. Como a virose causada pelo Lettuce mosaic vírus (LMV) é uma das principais doenças da cultura, o presente estudo teve como objetivo avaliar a diversidade, a dinâmica populacional e o papel dos afídeos na disseminação do LMV, em três áreas recentemente destinadas à produção intensiva de alface. Assim, os campos de produção situados nos municípios de Igaratá, Jacareí e Jarinu, foram monitorados durante 12 meses. Foram utilizadas três tipos de armadilhas: adesivas amarelas, para determinar a densidade populacional dos afídeos; de Moericke que proporcionaram a determinação das espécies que apresentavam hábito migratório; e as de azulejo verde Irwin que, sendo mais seletivas, determinaram a atividade de vôo das espécies envolvidas na disseminação do LMV. Constatou-se nas 3 regiões, a predominância de dez espécies de afideos. Dentre as de hábito polífago, destacaram-se as espécies Aphis gossypii, A. fabae, Aulacorthum solani, Macrosiphum euphorbiae e Myzus persicae; já as de hábito oligófago, foram capturadas Hyperomyzus lactucae, Nasonovia ribisnigri, Pemphigius bursarius e Uroleucom ambrosiae. Acyrthosiphon lactucae foi a única espécie monófaga. As amostras de alface foram também coletadas e submetidas a testes sorológicos. Constatou-se, que a incidência do LMV na cultura - 2 - da alface estava relacionada não somente aos picos de vôo das espécies de afídeos, mas também às variedades tolerantes e suscetíveis de alface introduzidas no campo. Observou-se também que a temperatura atuou diretamente na densidade populacional dos afídeos e, conseqüentemente, interferiu na incidência do LMV no campo. A atividade de vôo dos afídeos foi menor durante... .

Resumo (inglês)

Lettuce is one of the most important vegetables in Brazil, and the State of São Paulo is the major producer, with an annual revenue of about R$ 40 millions. Since viruses can be limiting factors to this production, the present study was designed to evaluate the diversity and dynamic population of aphids, as well as the role of this vector in the spread of LMV. For this, three regions where intensive production of lettuce was recently introduced in Igaratá, Jacareí and Jarinu were monitored for 12 months. The aphids were caught using yellow adhesive traps for determining the aphid population diversity; Moerick traps were used to evaluate the aphid species with migratory habits; while green tile traps (Irvin), which are more selective, were used to estimate flight activity of species involved in spread of LMV. The predominance of 10 aphid species was observed in the 3 evaluated areas. Among them, Aphis gossypii, A. fabae, Aulacorthum solani, Macrisiphum euphorbiae and Myzus persicae stood out as species with polyphagous habits. Hyperomyzus lactucae, Nasonovia ribisnigri, Pemphigius bursarius and Uroleucom ambrosiae, with olyphagous habits, were also collected. With monophagous habits only Acyrthosiphon lactucae was caught. The lettuce samples were also collected and submitted to serological tests. It was observed that the incidence of LMV in lettuce crops was related not only to the peaks of the aphid flight activity but also to the tolerant and susceptible lettuce varieties introduced to the crop. The temperature acted on the population diversity of the aphids and, consequently, influenced the incidence of LMV. The flight activity of aphids was smaller during the winter, and LMV detection followed this trend even when susceptible varieties were introduced. However, during the other seasons these results were not observed, and the tolerance of the cultivar Elisa... (Complete abstract, click electronic address below).

Descrição

Idioma

Português

Como citar

CHAVES, Alexandre Levi Rodrigues. Interações do Lettuce mosaic vírus (LMV) x afídeos vetores nas regiões produtoras de alface (Lactuca sativa L.) do cinturão verde de São Paulo. 2006. xi, 115 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, 2006.

Itens relacionados