Aplicação de água residuária e lodo e seu impacto sobre o desenvolvimento inicial de Eucalyptus urophylla

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-12-14

Orientador

Broetto, Fernando

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Energia na Agricultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O uso do lodo de esgoto e água de reúso como fonte de nutrientes e suprimento hídrico para o desenvolvimento de plantas de eucalipto pode representar a possibilidade de manter ou elevar a produtividade dessa espécie. Além disso, propiciar uma finalidade mais adequada para os resíduos urbanos promovendo a reciclagem dos nutrientes. O presente ensaio teve como objetivo avaliar o potencial nutricional da água de reúso e de lodo de esgoto no desenvolvimento inicial de eucalipto. A água de reúso e o lodo foram produzidos a partir de efluentes domésticos da cidade de Botucatu (SP) - Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da SABESP. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, composto por 4 tratamentos e 5 blocos, sendo cada parcela composta por 10 vasos com uma planta por vaso, totalizando 50 vasos por tratamento. O experimento foi organizado em ambiente protegido. Os tratamentos se constituíram de diferentes fontes de nutrientes para as plantas de Eucalyptus urophylla, sendo que no controle (NPK) foi aplicado fertilizante mineral na dose recomendada para a cultura. Os demais tratamentos receberam nutrição via água de reúso (AR) e lodo de esgoto estabilizado nas proporções de 25 (L25) e 50% (L50) do volume do vaso de cultivo. As avaliações foram realizadas a partir da coleta de variáveis biométricas, bioquímicas e fisiológicas executadas em frequência mensal, durante 120 dias após o plantio. Ao final do experimento foram realizadas análises de biomassa, bioquímicas (açúcares totais e fenóis totais) e teor de macro e micronutrientes nas folhas, caule e raiz das plantas. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste Tukey a 5% de probabilidade. Foram elaboras correlações entre as variáveis, com auxílio da técnica de análise multivariada de componentes principais (PCA). As plantas dos tratamentos L25 e L50 apresentaram maior desenvolvimento biométrico, com destaque para altura, diâmetro de colo, área foliar e biomassa. As plantas do tratamento AR apresentaram parâmetros biométricos satisfatórios em relação ao tratamento NPK. Todos os tratamentos induziram ao acúmulo de pigmentos, quando comparado às plantas do controle. O lodo aplicado (L25 e L50) promoveu maiores concentrações de N, P, S e Zn além de aumentar as concentrações de açúcares totais. Plantas fertilizadas com NPK apresentaram maiores teores de K nos tecidos da folha e raiz. A atividade da enzima Nitrato redutase em folhas de eucalipto foi incrementada pelo uso do lodo (L25 e L50). A atividade fotossintética também foi responsiva em relação à aplicação do lodo, diferindo-se conforme a proporção utilizada. Em conclusão, a aplicação de água de reuso foi satisfatória para o desenvolvimento inicial de plantas de Eucalyptus urophylla. A aplicação lodo de esgoto (L25 e L50) melhorou significativamente os parâmetros morfológicos, fisiológicos e nutricionais das de plantas de Eucalyptus urophylla em relação demais tratamentos. A alta disponibilidade de P nos tratamentos com lodo foi o principal fator a promover maior desempenho em crescimento das plantas de Eucalyptus urophylla.

Resumo (inglês)

The use of sewage sludge and reuse water as a source of nutrients and hidric supply for the development of eucalyptus plants may represent the possibility of maintaining or increasing the productivity of this species. In addition, providing a more suitable purpose for urban waste by promoting the recycling of nutrients. The present research aimed to evaluate the nutritional potential of reuse water and sewage sludge in the initial development of eucalyptus. The reuse water and sludge were produced from domestic effluents from the city of Botucatu (SP) - Sewage Treatment Station (ETE) of SABESP. The experimental design was in randomized blocks, composed of 4 treatments and 5 blocks, each plot consisting of 10 pots with one plant per pot, totaling 50 pots per treatment. The experiment was organized in a protected environment. The treatments consisted of different sources of nutrients for the Eucalyptus urophylla plants, and in the control (NPK) mineral fertilizer was applied at the recommended dose for the crop. The other treatments received nutrition by way of reuse water (AR) and stabilized sewage sludge in the proportions of 25 (L25) and 50% (L50) of the volume of the culture pot. The evaluations were performed based on the collection of biometric, biochemical and physiological variables performed on a monthly basis, during 120 days after planting. At the end of the experiment, biomass, biochemical analyzes (total sugars and total phenols) and macro and micronutrient content in the leaves, stem and root of the plants were performed. The data obtained were subjected to analysis of variance and the means compared by the Tukey test at 5% probability. Correlations between the variables were elaborated, with the aid of the principal component multivariate analysis (PCA) technique. The plants of treatments L25 and L50 showed greater biometric development, with emphasis on height, neck diameter, leaf area and biomass. The AR treatment plants showed satisfactory biometric parameters in relation to the NPK treatment. All treatments induced the accumulation of pigments, when compared to the control plants. The applied sludge (L25 and L50) promoted higher concentrations of N, P, S and Zn in addition to increasing the concentrations of total sugars. Plants fertilized with NPK showed higher levels of K in the leaf and root tissues. The activity of the enzyme Nitrate reductase in eucalyptus leaves was increased by the use of sludge (L25 and L50). Photosynthetic activity was also responsive in relation to the application of sludge, differing according to the proportion used. In conclusion, the application of reuse water was satisfactory for the initial development of Eucalyptus urophylla plants. The application of sewage sludge (L25 and L50) significantly improved the morphological, physiological and nutritional parameters of those of Eucalyptus urophylla plants in relation to other treatments. The high availability of P in the sludge treatments was the main factor to promote greater growth performance of Eucalyptus urophylla plants.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados