A inclusão da criança com necessidades especiais na visão de berçaristas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-04-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Fundação Carlos Chagas

Resumo

A inserção das crianças de zero a 18 meses em creches poderá estimular o seu desenvolvimento motor e perceptocognitivo, podendo essa fase ser considerada a primeira da educação inclusiva. Objetivou-se verificar as concepções das profissionais do berçário relativas à inserção da criança com necessidades especiais na rotina de atividades desenvolvidas. Foram entrevistadas sete berçaristas da Secretaria Municipal de Educação de Bauru. Os dados, organizados segundo categorias analíticas: conceitos relativos ao processo de inclusão, benefícios para a criança e diferenças entre as crianças nessa faixa etária, foram submetidos à análise qualitativa. Os resultados mostraram que a inclusão de crianças com necessidades especiais é vista com reservas, explicitando ideias preconcebidas sobre a deficiência. Eles se justificam pela falta de conhecimento do desenvolvimento infantil e dos fatores que o envolvem, bem como pelo fato de os profissionais vincularem suas atividades às experiências pessoais.
The inclusion of children from birth to 18 months in day care centers, a phase that can be considered as the first one for inclusive education, may stimulate their motor development and perceptual-cognitive abilities. The goal of this study was to identify how people working in such centers conceive the inclusion of children with special needs in their routine activities. For such, seven women involved in a municipal day care center in the city of Bauru (SP, Brazil) were interviewed. The data - organized according to three analytical categories: believes related to the inclusion process; benefits that it can bring for the child; and differences between children in this age group - were subjected to a qualitative analysis. The results indicated that the inclusion of children with special needs in day-care centers is viewed with reservations. This negative bias toward disability can be explained by the lack of knowledge related to child development and its main issues as well as by establishing erroneous connections between professional activities and personal experiences.

Descrição

Palavras-chave

CRECHES, DESENVOLVIMENTO da CRIANÇA, EDUCAÇÃO INCLUSIVA, DAY NURSERIES, CHILD DEVELOPMENT, INCLUSIVE PROCESS

Como citar

Cadernos de Pesquisa. Fundação Carlos Chagas, v. 40, n. 139, p. 75-93, 2010.