Resposta de plantas de cobertura a doses de silício e estresse hídrico

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-08-31

Orientador

Büll, Leonardo Theodoro

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Agricultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Efeitos benéficos da adubação com silício (Si) têm sido observados em várias espécies vegetais, especialmente quando submetidas a estresse biótico ou abiótico. A utilização agronômica de resíduos provenientes do processo siderúrgico (ricos em silício) é uma alternativa hoje em dia bastante viável – são aproveitadas as características do material que podem levar à correção da acidez, incremento nos níveis de cálcio e magnésio, aumento da disponibilidade de fósforo, ferro e manganês, redução da toxicidade de alumínio, além de contribuir para a diminuição do impacto desses resíduos no meio ambiente. Este trabalho objetivou avaliar os efeitos da aplicação de Si, proveniente de resíduos de siderurgia, na nutrição, tolerância ao déficit hídrico no ajustamento osmótico, crescimento de plantas e aporte de matéria seca de seis espécies de plantas forrageiras: aveia preta (Avena strigosa Schreb), feijão-guandu (Cajanus cajan), Brachiaria decumbens, Brachiaria ruziziensis, milheto (Pennisetum americanum), crotalária (Crotalaria juncea). As plantas foram cultivadas sob três regimes de umidade no solo – plantas sem estresse hídrico, estresse moderado e estresse intenso. O ensaio foi instalado em casa de vegetação em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial duplo (5 × 3) considerando-se cinco doses de Si (0; 242; 484; 968 e 1452 kg.ha-1), três manejos hídricos correspondentes a irrigar quando a tensão de água no solo atingir -0,0232, -0,0484 e -1,5 Mpa, e seis espécies de forrageiras, acima descritas. Os parâmetros analisados foram: Análise do Resíduo Utilizado como Fonte de Si; Caracterização Química do Solo Utilizado; Massa de Matéria Seca; Teores Foliares de Macronutrientes e Silício e Teores de...

Resumo (inglês)

Beneficial effects of silicon fertilization (Si) have been observed in grass plants (silicon “accumulator” plants) especially under biotic or abiotic stress. The agricultural use of metallurgy slag, that presents a high level of Si, represents a viable alternative for reducing waste impacts on environment and for Soil-Plant System - are taken advantage of the material characteristics, leading to soil acidity correction, uptake in levels of calcium and magnesium, increase in availability of phosphorus, iron and manganese, reduction of aluminum toxicity. The aim of this work was to evaluate the effect of Si application, from metallurgy slag, on nourishment, drought tolerance, development of plants and dry matter uptake, of six forage plants species: black oat (Avena strigosa Schreb), pigeon pea (Cajanus cajan), Brachiaria decumbens, Brachiaria ruziziensis, pear millet (Pennisetum americanum) and sun hemp (Crotalaria juncea). Plants were cultivated under three soil moisture conditions – plants without stress, moderate stress and intensive stress. The experiment was carried out in a greenhouse, in the Soil Science Department, São Paulo State University, Botucatu, Brazil, in a completely randomized factorial design, with five doses of Si (0, 242, 484, 968 and 1452 kg ha-1), three water management systems, corresponding to irrigate when soil water tension reached -0.0232, -0.0484 and -1.5 MPa and six forage plants species. Were evaluated the following parameters: analysis of the slag used as Si source; soil chemical characterization; dry matter production; macronutrients, micronutrients and Si contents in leaves and soil, besides the biochemical parameter related to activity of Superoxide Dismutase (SOD). The use of metallurgy slag as an... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

MENEGALE, Marcella Leite de Campos. Resposta de plantas de cobertura a doses de silício e estresse hídrico. 2012. x, 88 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu, 2012.

Itens relacionados