Corticosterona em penas: aplicação e validação da metodologia para frangos de corte

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-04-24

Autores

Gómez, Nathalie Vásquez

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A metodologia comumente utilizada para quantificar os níveis de corticosterona em frangos de corte utiliza o soro sanguíneo, sendo que no momento da colheita do material, devido à contenção e punção, o animal sofre estresse, e pode ocorrer alterações no resultado obtido. Assim, este estudo foi conduzido com o objetivo de adaptar e validar uma metodologia não invasiva utilizada para aves selvagens, para estimar o estresse em frangos de corte, utilizando penas para quantificar o nível de corticosterona circulante. Para isso, sangue e penas de três regiões de frangos de corte foram colhidos e os teores de corticosterona foram obtidos. Os resultados foram positivos, com correlações significativas entre os níveis de corticosterona mensurados em sangue e penas, principalmente quando foram utilizadas as penas das asas (r= 0.909). As penas de asas são aquelas identificadas em campo mais facilmente, permitindo que o material seja colhido no piso dos aviários, sem o perigo de ocorrer confundimento com penas de outras regiões. Conclui-se que a medição de corticosterona nas penas é uma metodologia eficiente em frangos de corte, constituindo-se como uma ferramenta não invasiva para estimativa de estresse em frangos de corte.
The methodology commonly used to quantify the levels of corticosterone in broilers is through blood serum, and at the time of material collection, due to restraint and puncture, the animal suffers stress, and changes may occur in the result obtained. Thus, this study was conducted with the objective of adapting and validating a non-invasive methodology used for wild birds, to estimate stress in broilers, using feathers to quantify the level of circulating corticosterone. For this purpose, blood and feathers from three regions of broilers were collected and corticosterone levels were obtained. The results were positive, with significant correlations between corticosterone levels measured in blood and feathers, especially when wing feathers were used (r= 0.909). Wing feathers are the most easily identified in the field, allowing the material to be collected on the floor of the aviaries without the danger of being confused with feathers from other regions. We conclude that the measurement of corticosterone in feathers is an efficient methodology in broilers, constituting a non-invasive tool for estimating stress in broilers.

Descrição

Palavras-chave

Avicultura, Bem-estar, Estresse, Glicocorticóides, Não invasivo, glucocorticoids, non-invasive, poultry, stress, welfare

Como citar