Nutrição mineral e produtividade da cultura da batata em função da aplicação de substância húmica e adubação fosfatada

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2017-03-20

Orientador

Soratto, Rogério Peres
Fernandes, Adalton Mazetti

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Agricultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Dentre os nutrientes que mais limitam a produtividade da cultura da batata (Solanum tuberosum L.) está o fósforo (P). Esta cultura tem respondido à adubação fosfatada com incrementos na produtividade até altas doses, principalmente em solos com baixo teor de P disponível, que é uma característica dos solos tropicais brasileiros, os quais são naturalmente deficientes em P. A fim de melhorar a eficiência de aplicação do adubo fosfatado, é possível utilizar fertilizantes contendo substâncias húmicas (SH) ou aplicá-las diretamente no solo. No entanto, o efeito da aplicação de SH pode depender dentre outros fatores, da textura do solo, que interfere na retenção do P. Portanto, o objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito da aplicação de SH e doses de fertilizante fosfatado sobre a nutrição, acúmulo de matéria seca (MS), crescimento radicular, absorção e exportação de nutrientes e produtividade de tubérculos da cultura da batata, em solos de diferentes texturas. Esta pesquisa foi desenvolvida através da condução de quatro experimentos, dois em casa de vegetação e dois em campo. Dois dos experimentos foram realizados em solo de textura arenosa (um de casa de vegetação e um de campo) e os dois demais em solo de textura argilosa. Em todos os experimentos, o delineamento experimental utilizado foi em blocos ao acaso, no esquema fatorial 4 x 3. Os tratamentos consistiram de quatro doses de P (10, 50, 100 e 200 mg dm-3 de P nos experimentos de casa de vegetação; 0, 100, 200 e 400 kg ha-1 de P2O5 nos de campo) e três doses da SH (0, 1,25 e 7,5 mL vaso-1 de P nos experimentos de casa de vegetação; 0, 50 e 300 L ha-1 nos de campo). A aplicação de SH afetou ligeiramente o crescimento radicular da batateira somente no solo arenoso. No solo de textura arenosa, a aplicação da SH, especialmente na dose de 50 L ha-1 (equivalente a 1,25 mL vaso-1) no sulco de plantio, aumentou a produção de matéria seca na planta, a absorção e exportação de nutrientes e melhorou o desempenho produtivo da batateira, porém, somente na ausência ou com o fornecimento de dose reduzida do adubo fosfatado. Contudo, não aumentou a eficiência da adubação fosfatada. No solo de textura argilosa, a aplicação de substância húmica aumentou a produtividade de tubérculos da classe especial, porém não interferiu na nutrição e produtividade total da cultura da batata, independentemente da dose de fertilizante fosfatado aplicado. A associação da dose mais elevada de SH e de P não teve efeito ou reduziu a produção de MS, teor e acúmulo de nutrientes e a produtividade de tubérculos da batata. Em ambos os solos, a adubação fosfatada aumentou de forma similar a absorção de nutrientes pelas plantas, exportação de nutrientes pelos tubérculos, número de tubérculos por planta, peso médio de tubérculos e a produtividade de tubérculos da barateira.

Resumo (inglês)

Phosphorus (P) is among the nutrients that most limits the potato crop yield (Solanum tuberosum L.). This crop has responded to phosphate fertilization with increases in productivity up to high rates, especially in soils with low available P content, which is a characteristic of the Brazilian tropical soils, which are naturally deficient in P. In order to improve the efficiency of application of the phosphate fertilizer, it is possible to use fertilizers containing humic substances (HS) or to apply them directly to the soil. However, the effect of HS application may depend, among other factors, on soil texture, which interferes with the retention of P. Therefore, the objective of this study was to evaluate the effect of the application of SH and rates of phosphorus fertilizer on nutrition, dry matter accumulation (DM), root growth, nutrient uptake and removal and yield of tubers from the potato in different textures soils. This research was developed through the conduction of four experiments, two in greenhouse and two in the field. Two of the experiments were carried out on sandy soils (one from a greenhouse and one from the field) and the other two from a clayey soil. The treatments consisted of four rates of P (10, 50, 100, and 200 mg dm-3 of P in the greenhouse experiments, and 0, 100, 200, and 400 kg ha-1 of P2O5 in the field experiments) and three rates of the HS (0, 1.25, and 7.5 mL pot-1 in the greenhouse experiments; 0, 50 and 300 L ha-1 in the field experiments). The application of HS only slightly affected the potato root growth and only when it was cultivated in the sandy soil. In sand soil, HS application, especially at the rate of 50 L ha-1 (equivalent to 1.25 mL pot-1) in planting furrow, had increased dry matter (DM) yield, nutrient uptake and removal, and improved productive performance of the potato, but only in the absence or the supply of reduced rate of the phosphate fertilizer. However, it did not increase the efficiency of phosphate fertilization. In clay soil, the HS increased tuber yield special class, but did not affect the total tuber yield and nutrition of the potato, regardless of phosphate fertilizer rate applied. The association of the highest rates of HS and P had no effect or reduced the production of DM, concentration and uptake of nutrients, and tuber yield of potato. In both soils, phosphate fertilization increased similarly the nutrient uptake by plants, nutrient removal by tubers, number of tubers per plant, mean weight of tubers, and tuber yield of potato.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados