The color of illumination affects the stress response of jundiá (Rhamdia quelen, Quoy & Gaimard, Heptapteridae)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006-08-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Este artigo traz os primeiros resultados sobre a resposta ao estresse em jundiá (Rhamdia quelen) expostos a diferentes cores de luz. O jundiá é uma espécie para produção no sul da América do Sul - sendo assim apta a cultivo em qualquer região de clima temperado e subtropical. Com o objetivo de desenvolver um manejo de luz para o jundiá durante sua manutenção em tanques internos e de entender a relação entre as cores de luz e o bem-estar da espécie, alevinos foram exposto por 10 dias à luz branca, azul e verde. No 10° dia de exposição às diferentes cores de luz, um estressor agudo foi imposto. Uma hora após a aplicação do estressor, os peixes foram amostrados e a resposta ao estresse medida por meio da determinação da concentração sérica de cortisol. Nossos resultados mostraram que a luz verde parece ser a pior alternativa para iluminar instalações internas ou de transporte de jundiás. Os resultados também sugerem que a cor da luz afeta a resposta ao estresse dos jundiás, conhecimento que pode ser útil no manejo da espécie.

Resumo (inglês)

This paper provides the first data about physiological responses to stress in jundiá (Rhamdia quelen) exposed to different light colours. Jundiá is a species for fish production in the southern part of South America - and suitable for any region with a temperate or subtropical climates. In order to develop a light management for jundiá fingerlings during indoor maintenance and to understand the relationship between welfare and light colour in the jundiá, fingerlings were exposed to white, blue and green light. At the 10th day of light exposure an acute stressor was imposed. One hour after the application of the stressor, fish were sampled. Stress was assessed by means of cortisol determination. Our results show that green light seems to be the worst alternative to illuminate jundiá indoor experimentation facilities, or even fish transportation. The results also suggests that colour affects the stress response of jundia, and may be usefull for the management of this species.

Descrição

Idioma

Inglês

Como citar

Ciência Rural. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), v. 36, n. 4, p. 1249-1252, 2006.

Itens relacionados

Financiadores